28 • junho • 2016 Lari Arte­Viagem

Tudo sobre Inhotim

Inhotim-museu-parque-como-chegar-informações-tudo-sobre-Brumadinho-onde-se-hospedar-dicas-roteiro-programação-infos-Minas-Gerais-Fotos-Inhotim

Quem me segue no Instagram e no Snapchat (acompanhe minhas peripécias por lá também: @lariduarteoficial e lariduarteof) já sabe pra onde eu fui no último fim de semana: Inhotim. Eu estou tão, mas tããão encantada-apaixonada-loka por lá que não poderia escrever sobre outra coisa no blog. Afinal, eu acho que todo mundo pelo menos 1x na vida deve visitar esse lugar incrível que transpira arte, design, paisagismo e arquitetura. Pura poesia!

Inhotim-museu-parque-como-chegar-informações-tudo-sobre-Brumadinho-onde-se-hospedar-dicas-roteiro-programação-infos-Minas-Gerais-Fotos-Inhotim

Obra Magic Square de Hélio Oiticica

Bom, pra quem não sabe, Inhotim é um dos maiores museus de arte contemporânea e parque a céu aberto do mundo, e está localizado na cidade de Brumadinho, em Minas Gerais (1h de carro de Belo Horizonte).

Inhotim-museu-parque-como-chegar-informações-tudo-sobre-Brumadinho-onde-se-hospedar-dicas-roteiro-programação-infos-Minas-Gerais-Fotos-Inhotim

Um dos 5 lagos artificiais que têm em Inhotim

Ao contrário do que muitos pensam, Inhotim é um museu privado. A cabeça por trás disso tudo é um empresário do ramo de mineração que, apaixonado por arte claro, resolveu compartilhar seu acervo com o público e transformou sua fazenda em museu.

Inhotim-museu-parque-como-chegar-informações-tudo-sobre-Brumadinho-onde-se-hospedar-dicas-roteiro-programação-infos-Minas-Gerais-Fotos-Inhotim

Galeria Adriana Varejão, uma das mais bonitas na minha opinião

O que eu achei mais legal lendo sobre a história da criação (sou dessas, comprei o livro na loja e já li no avião) é o porquê de criar um museu no “meio do mato”. Oposto de uma exposição na cidade, onde qualquer um pode conferir rapidamente entre dois compromissos, Inhotim faz o visitante se deslocar de verdade até lá e se dedicar inteiramente a exposição e ao local.

Inhotim-museu-parque-como-chegar-informações-tudo-sobre-Brumadinho-onde-se-hospedar-dicas-roteiro-programação-infos-Minas-Gerais-Fotos-Inhotim

Obra Beam Drop de Chris Burden

O resultado disso é: um acervo com cerca de 500 obras de artistas como Cildo Meireles, Chris Burden, Dan Graham, e um time de peso, sem contar nas galerias exclusivas como de Tunga, Adriana Varejão e mais 16. Sem contar na parte de paisagismo, seu jardim botânico é super variado e inclusive conta com plantas raras.

Inhotim-museu-parque-como-chegar-informações-tudo-sobre-Brumadinho-onde-se-hospedar-dicas-roteiro-programação-infos-Minas-Gerais-Fotos-Inhotim

Inhotim-museu-parque-como-chegar-informações-tudo-sobre-Brumadinho-onde-se-hospedar-dicas-roteiro-programação-infos-Minas-Gerais-Fotos-Inhotim

Eu no Magic Square

Mas, quando eu estava me programando pra ir a Inhotim, eu senti falta de informações sobre esse programa. Não no site do museu que é bem completo, mas em blogs e sites pessoais, sabe? Assim, eu resolvi compartilhar com vocês informações básicas para quem quer visitar Inhotim. Confiram:

Inhotim-museu-parque-como-chegar-informações-tudo-sobre-Brumadinho-onde-se-hospedar-dicas-roteiro-programação-infos-Minas-Gerais-Fotos-Inhotim

Em Brumadinho têm várias placas que levam a Inhotim. Estacionamento do museu e infos gerais

Como chegar?

Como eu disse acima, Inhotim fica em Brumadinho. Primeiro pegue um vôo até Belo Horizonte. De BH, a melhor opção é alugar um carro. Mesmo quem for se hospedar na cidade (e não vai fazer bate-volta no mesmo dia), vai precisar de carro pra ir até o hotel a noite (o parque fecha 17h30), pois na região não têm taxis. Outra opção, mais cara, é fechar um transfer para esses deslocamentos.

Inhotim-museu-parque-como-chegar-informações-tudo-sobre-Brumadinho-onde-se-hospedar-dicas-roteiro-programação-infos-Minas-Gerais-Fotos-Inhotim

Galeria Marilá Dardot

Inhotim-museu-parque-como-chegar-informações-tudo-sobre-Brumadinho-onde-se-hospedar-dicas-roteiro-programação-infos-Minas-Gerais-Fotos-Inhotim

Momentos em Inhotim

Quanto tempo, quantos dias, é necessário para visitar?

Vou ser sincera com vocês, eu achava que um único dia era mais que suficiente pra ver tudo e com calma. Me enganei feio! Eu passei as tardes de sábado e domingo lá, ou seja 1 dia inteiro (é que está tipo missão impossível acordar cedo nessa friaca, né? hahaha #confissões), e só consegui ver a rota laranja do museu (vou explicar como funciona depois). Ou seja, para você conferir cada cantinho do museu, aproveitando as instalações e exposições, eu sugiro no mínimo 2 dias inteiros.

Inhotim-museu-parque-como-chegar-informações-tudo-sobre-Brumadinho-onde-se-hospedar-dicas-roteiro-programação-infos-Minas-Gerais-Fotos-Inhotim

Pousada Nova Estância

Inhotim-museu-parque-como-chegar-informações-tudo-sobre-Brumadinho-onde-se-hospedar-dicas-roteiro-programação-infos-Minas-Gerais-Fotos-Inhotim

Onde se hospedar?

Existem muitas opções de hotéis e pousadas de todas as categorias em Brumadinho. Inclusive no site de Inhotim tem uma lista com indicações – para ver clique aqui. Muitas pessoas me indicaram a Estalagem do Mirante, mas estava lotada no fim de semana. Eu fiquei na Pousada Nova Estância Inn e recomendo. Não era super luxo, mas achei mais do que justo. Cama boa, aquecedor no quarto, restaurante com comida deliciosa, café da manhã ótimo também, e a diária foi R$350,00.

Inhotim-museu-parque-como-chegar-informações-tudo-sobre-Brumadinho-onde-se-hospedar-dicas-roteiro-programação-infos-Minas-Gerais-Fotos-Inhotim

Mapa de Inhotim, eu só fiz a rota laranja

Como fazer a visita da forma mais otimizada?

Como vocês podem notar com o mapa acima (pra ver ampliado só clicar aqui), Inhotim é beeem grande. Quando você compra o bilhete tem a opção que inclui o transporte de carro elétrico também. Não deixe de comprar essa porque otimiza muito a visita.

Nas rotas laranja e roxa, os caminhos com pontos pontilhados são por onde os carrinhos circulam, e têm vários pontos de embarque e desembarque. Assim, você salta já nas áreas estratégicas pra visitação. Ah! Vale destacar que você não dirige, são os funcionários do museu, e o sistema funciona muito bem. Não demorava nem 5 minutos nos pontos para aparecer um carrinho.

Outra sugestão do próprio museu é visitar por partes. Faça uma rota de cada vez, a amarela é a única que se faz totalmente a pé.

Inhotim-museu-parque-como-chegar-informações-tudo-sobre-Brumadinho-onde-se-hospedar-dicas-roteiro-programação-infos-Minas-Gerais-Fotos-Inhotim

Duas primeiras fotos restaurante Timboril, e as outras restaurante Oiticica

Onde comer?

Existem duas opções de restaurantes e um café no museu. O restaurante Tamboril é o mais sofisticado, de culinária internacional e é integrado aos jardins. Uma ótima opção para um almoço mais longo com vinho. E o restaurante Oiticica é uma versão mais simples, com um buffet que você se serve uma única vez com preço fixo. Eu almocei nos dois e a comida de ambas estava maravilhosa. Acho que é uma questão de tempo que você tem para almoço. Além disso, para um lanchinho rápido, tem a opção do Café do Teatro também.

Inhotim-museu-parque-como-chegar-informações-tudo-sobre-Brumadinho-onde-se-hospedar-dicas-roteiro-programação-infos-Minas-Gerais-Fotos-Inhotim

Informações gerais:

  • Horário de funcionamento: terça a sexta: 9:30 às 16:30/ sábado, domingo e feriados: 9:30 às 17:30
  • Valores: terça e quinta: R$25,00/ quarta gratuita/ sexta, sábado, domingo e feriado: R$40,00/ transporte interno (o carrinho): R$25,00 por pessoa
Inhotim-museu-parque-como-chegar-informações-tudo-sobre-Brumadinho-onde-se-hospedar-dicas-roteiro-programação-infos-Minas-Gerais-Fotos-Inhotim

Pulando em frente a galeria Cosmococa, a mais divertida

Bom pessoal, como eu disse no começo do post, eu acredito que todo mundo deve conhecer Inhotim. É um programa que, eu aposto, mesmo quem não é fã de arte vai adorar, vai por mim! E perfeito para todas as idades.

www.inhotim.org.br

08 • janeiro • 2016 Lari Arte­Moda­Viagem

Exposição Louis Vuitton em Paris

Como eu sempre falo, tem sempre alguém de viagem marcada para Paris. Assim, a dica de hoje é para quem está indo “para ontem” para cidade-luz.

Tudo-sobre-a-exposição-da-Louis-Vuitton-em-Paris-Volez-Voguez-Voyagez-Grand-Palais-Lari-Duarte-blog-

Até o dia 21 de fevereiro está em exibição no Grand Palais a exposição “Volez, Voguez e Voyagez” da Louis VuittonA exposição conta a história das famosas malas de viagem da maison francesa. Desde quando começou em 1854 com Sr. Louis Vuitton até os dias atuais.

Tudo-sobre-a-exposição-da-Louis-Vuitton-em-Paris-Volez-Voguez-Voyagez-Grand-Palais-Lari-Duarte-blog-

Eu conferi a expô em dezembro e sai encantada. Além de toda a história em si que já é super interessante e acompanhar a evolução, a montagem da exibição está incrível. Em vários momentos parece que somos teletransportados a outras décadas de tão bem feita é a cenografia. Com direito a assistir uma pequena mala sendo feita artesanalmente na hora.

http://lariduarte.com/?s=Como+se+vestir+no+frio%3F

Quem estiver por Paris vale a pena conferir. A exposição é gratuita, mas recomendo reservar com antecedência pelo site e assim evitar filas – nesse caso, paga-se 1 euro por pessoa. 

www.grandpalais.fr

20 • março • 2015 Lari Arte­Viagem

Exposições em Paris

Exposições-Paris-novas-em-cartaz-1

Além de sempre ter restaurantes novos (contei no post de ontem minhas recentes descobertas), Paris também sempre têm exposições temporárias incríveisDessa vez eu tive a oportunidade de conferir duas: Jeff Koons, La Retrospective, e Jeanne Lanvin.

Registros meus da exposição Jeff Koons, la rétrospective

Registros meus da exposição Jeff Koons, la rétrospective

A exposição Jeff Koon, la Rétrospective, como o nome sugere, faz uma retrospectiva do trabalho desse artista contemporâneo e que ainda está em plena atividade.

Para quem não conhece seu trabalho, Jeff Koons tem dado o que falar no cenário das artes visuais desde a década de 80 e ele é chamado de “o novo Andy Warhol”.

Seus trabalhos geram discussões sobre temas interessantíssimos como o significado da arte na era da mídia em massa, o impacto do marketing e do mercado de arte sobre a própria arte, entre outros.

O que eu mais gostei da expô é que ela apresenta de forma clara e cronológica a carreira do artista, e é possível conhecer suas obras e entender facilmente o que ele queria expressar.

A exposição fica em cartaz até 27 de abril no Centre Pompidou, e custa 13 euros o museu tem um acervo permanente de arte moderna incrível também. Vale a visita!

www.centrepompidou.fr

Fotos que eu tirei escondida hehehe na exposição Jeanne Landin

Fotos que eu tirei escondida hehehe na exposição Jeanne Landin

Quem ama moda não pode deixar de jeito neeenhum de ir na exposição de Jeanne Lanvin. A expô conta a trajetória da marca Lanvin, uma das mais antigas de Paris e que continua bombando até os dias de hoje sob o comando do designer Alber Elbaz.

Através de mais de 100 modelos e croquis, é possível conhecer a história da sua fundadora Jeanne e compreender porque a marca é um sucesso até os dias de hoje.

A exposição está em cartaz no Palais Galliera até 23 de agosto, e custa 9 euros. Ah! Vale frizar que o Galliera é o Museu da Moda em Paris. Ele recebe sempre expôs interessantíssimas como a da Dior e da Condé Nast (contei nesse post aqui e aqui). Sempre que viajo para Parrí dou uma conferida no site para saber o que está passando.

www.palaisgalliera.paris.fr