14 • março • 2017 Lari Moda

Meu look no Baile da Vogue 2017

Como diz o ditado, quem é vivo SEMPRE aparece! Estou de volta uhuuul. Afinal, são taaantas coisas que quero compartilhar aqui (dicas da minha viagem pra Roma, tendências do inverno 2018 que vi na Paris Fashion Week, nas ruas etc) que nem sei por onde começar hahaha. Sério! Posso me isolar do mundo pra ficar só escrevendo? “Sonho meu, sonho meu…” hehehe.

Bom, vamos começar na ordem cronológica, né? Hoje eu vou falar sobre o desenvolvimento do meu vestido pro Baile da Vogue, que aconteceu um pouco antes do Carnaval.

Acho que dez entre dez mortais, até os que não ligam pro mundo fashion, sabe o que é o Baile da Vogue – e o que ele significa. Sem dúvidas, é um dos eventos mais importantes do calendário da moda nacional. Não vou fazer a “blasé-tô-nem-aí”, eu sempre quis MUITO ir ao Baile, e pra minha felicidade esse ano aconteceu (2017 nem te conheço, mas já considero pacas!).

Baile-da-Vogue-2017-look-Lari-Duarte-Atelier-Carol-Hungria-mais-bem-vestidas-looks-Vogue-tudo-sobre

Croqui do meu vestido

Presença confirmada, era a hora de pensar no vestido. Desde o momento que recebi o convite, eu pensei na Carol Hungria. Afinal, eu tinha certeza que ela ia amar, tanto quanto eu, pensar/bolar/criar um vestido incrível para ocasião. Dito e feito! Carol decidiu embarcar comigo em mais essa aventura fashion <3 Ah! Pra quem não lembra, eu já fiz outros vestidos com ela. Para reler só clicar aqui e aqui.

O tema desse ano era Lady Zodiac. Mais atual impossível diante da febre das prints de estrelas. Desde o início eu sabia que queria ir no tema, mas  na medida certa, sabe? Nem caricata (só Sabrina Sato segura, meu bem), e nem de gala (too boring, né?).

Baile-da-Vogue-2017-look-Lari-Duarte-Atelier-Carol-Hungria-mais-bem-vestidas-looks-Vogue-tudo-sobre

Carol Hungria conferindo os detalhes do vestido na última prova

Assim, a gente resolveu ter como base de inspiração as constelações. Afinal, estrelas têm tudo a ver com zodíaco (então eu não sairia do tema), e seria uma forma elegante e atual de entrar no clima (longe de parecer fantasiada).

Outra tendência que a gente quis apostar, e que eu até já comentei aqui, foi a transparência com hot pants. Acho que o resultado é o famoso “sexy sem ser vulgar”, e dá toda uma leveza e movimento no vestido.

Baile-da-Vogue-2017-look-Lari-Duarte-Atelier-Carol-Hungria-mais-bem-vestidas-looks-Vogue-tudo-sobre

Baile-da-Vogue-2017-look-Lari-Duarte-Atelier-Carol-Hungria-mais-bem-vestidas-looks-Vogue-tudo-sobre

Baile-da-Vogue-2017-look-Lari-Duarte-Atelier-Carol-Hungria-mais-bem-vestidas-looks-Vogue-tudo-sobre

Bolsa Jimmy Choo para BoBags

O resultado foi esse! Um vestido nude, com um forro de estrelas, e mais aplicações de estrelas. Acho que ficou um vestido delicado, leve, mais a minha cara impossível hahaha. E o principal, eu consegui entrar totalmente no tema do evento, sem deixar a minha personalidade de lado – algo muito importante! Afinal, a gente tem que respeitar o nosso estilo pessoal sempre.

Baile-da-Vogue-2017-look-Lari-Duarte-Atelier-Carol-Hungria-mais-bem-vestidas-looks-Vogue-tudo-sobre

Agora vamos falar da beleza? Eu apostei em uma make mais artística, afinal, era um baile de carnaval, né? Brilho nunca é demais! E desde o início eu sabia que queria essa “purpurina” lateral. Trabalho do talentoso Chris do Glass Hair. O cabelo eu escolhi um semi-preso bem volumoso, obra do Douglas Ambrósio (também do Glass Hair) com quem eu sempre faço cabelo em SP. E compondo, uma tiara do Marco Apolônio – ele faz headpieces lindos.

Bom, sem nenhuma falsa modéstia hahaha, eu fiquei MUITO feliz com a minha produção. Me senti super bem e confiante para aproveitar bastante a festa. E acho que isso é o principal em qualquer produção, você se sentir linda. Você acaba transmitindo essa confiança por onde passa.

 

Infos dos serviços:

  • Atelier Carol Hungria: 21 3874-0067/ 11 2776-0520 | atelier@carolhungria.com.br
  • Glass Hair: 11 2645-9606
  • Marco Apolônio: 11 95730-9524

 

24 • fevereiro • 2015 Lari Look do dia

Look do dia: camarote da BOA

Como eu contei para vocês no post de ontem, domingo de carnaval eu me joguei na Sapucaí, mais especificamente no camarote da cerveja Antarctica, o badalado camarote da BOA.

Como eu acredito que toda inspiração é bem-vinda quando o assunto é evento que tem “convite-camisa”, ou o famoso abadá, eu acho válido explicar em um post exclusive o meu look para ocasião rs.

Como eu busquei o abadá no dia anterior ao evento, eu não tive muito tempo para fazer algo mirabolante na camisa. Fui em um armarinho e optei por uma modelagem regata com aplicações de bordados em preto na gola e ombros. Para completar, saia preta bem rodada e sandálias de onça da nova coleção da Carmen Steffens (que já está nas lojas).

Cabelo e maquiagem eu fiz com a Yoanna Mihalopoulos. Mais uma ótima dica para vocês! Como o Danilo Severo e a Maria Portilho estavam ocupados no dia (meus maquiadores favoritos <3), a me indicou a Yoanna. Mais um profissional maaara carioca, podem marcar sem medo (o cel dela é 21 99718-8858).

foto-30

foto-31

Créditos look: saia Fabulous Agilitá/ clutch Glorinha Paranaguá/ brincos H&M/ sandálias Carmen Steffens

PS1: desculpa a qualidade da foto, mas me arrumei fora de casa e estava sem minha máquina.

PS2: o que acharam do look? Me contem : )

23 • fevereiro • 2015 Lari Life Style

Meu carnaval 2015

Eu não sei por onde começar esse post. Sabe quando você tem a sensação que 1 semana pareceu 1 mês? Não de ruim, thank god, mas de tanta coisa legal que eu fiz.

Assim, são tantas dicas que quero compartilhar com vocês que resolvi adaptar o diário do fim de semana em diário do carnaval. Espero que gostem : )

diário2

Vou começar pela sexta pré feriadão (13.03). Esse dia finalmente eu fui assistir o filme 50 tons de cinza.

Para quem não sabe, eu sou talifã (apelido na internet para fãs radicais a la talibã hahaha) da triologia, ou seja, eu posso opinar sobre o filme hehehe. E o que achei? Uma grande decepção!

A adaptação do livro pras telonas ficou péssima. Eu tive a impressão que não tiveram $$$ para produzir, sabe? Sai do cinema com vergonha e jurando para todos que o livro é bom rs. Ou seja, se você tem curiosidade compre o livro e economize o tutu do cinema.

Em compensação, no mesmo dia eu fiz uma descoberta gastronômica excelente. Finalmente conheci o restaurante japonês Gurumê do Fashion Mall e AMEI. Pedi um combinado do chef e ele me surpreendeu nas misturas exóticas e deliciosas. Tarados amantes de japa corram para lá!

Combinado do chef déli do Gurumê

Combinado do chef déli do Gurumê

Sábado foi um dia relax. O “resguardo” tinha um motivo. Queria estar com a bateria carregadíssima, afinal, domingo foi dia de me jogar no camarote da Antarctica, o camarote da BOA, na Sapucaí.

O camarote da BOA veio para substituir o famoso camarote da Brahma nos carnavais, ou seja, eu estava com a expectativa lá no alto porque todas as minhas experiências no da Brahma tinham sido ótimas. Mas, mesmo assim a BOA conseguiu me surpreender, foi incrível.

Foto com o pinguim, símbolo da BOA, no credenciamento

Foto com o pinguim, símbolo da BOA, no credenciamento

O tema do camarote era o aniversário de 450 anos do Rio, assim toda a decoração e as ações tinham a ver com a cidade. Por exemplo, filial do bar Urca, açaí do Bibi Sucos, biscoito globo sendo servido, entre outras ações.

Com as bloggers Dandynha Barbosa e Fran Sartori, e com meu namorado, no camarote

Com as bloggers Dandynha Barbosa e Fran Sartori, e com meu namorado, no camarote

Além disso, todos os itens que fazem uma festa ser boa tinham lá! Ar-condicionado geladíssimo (sou fresca, assumo hahaha), boa música (além das escolas de samba teve shows do Thiago Martins e Marcelo D2), quantidade de pessoas ideal (ou seja, nada de filas e ambientes lotados), bebidas, e animação do carnaval.

Momentos em Angra

Momentos em Angra

Segunda fui para Angra e estiquei o feriado até quinta. Na viagem tive aquela rotina difícil #SóQueNão típica da cidade: sair de barco pelas ilhas todos os dias.

diário21

Em um deles almocei no restaurante Reis e Magos, que fica no Saco do Céu em Ilha Grande, e é um dos meus preferidos de frutos do mar. Já falei dele nesse post aqui e recomendo de olhos fechados.

Drink Caipimel do Reis e Magos, the best!

Drink Caipimel do Reis e Magos, the best!, e eu com Pedro aguardando o lunch

Bom meninas, esse foi o meu carnaval. Espero que vocês tenham aproveitado também. Ah! E vou preparar um post contado detalhes do look que usei no Camarote da BOA. Aguardem 😉