09 • Janeiro • 2015 Lari Arte­Cultura

Rio cultural: Instituto Moreira Salles

Como para maioria das pessoas, janeiro também é um mês de férias para mim. Depois de um dezembro com a agenda recheada de lançamentos, eventos, almoços, etc, essa é a época do ano que nada disso acontece.

Vocês podem reparar pela retomada da frequência normal de posts aqui no blog, né? Hahaha. Como eu AMO ter tempo de escrever aqui com calma – e manter esse ritmo é uma resolução de 2015.

Além de escrever no blog, eu quero aproveitar essa fase de agenda “mais tranquila” para ficar por dentro de um lado da minha cidade que tenho deixado de lado, o Rio cultural.

Assim, para quem está de viagem marcada para cá, ou meus conterrâneos cariocas que querem se atualizar também da cena artística, eu vou buscar dar constantemente dicas de endereços artsy do Rio.

00081684_7E2A8D1B8D

E para abrir com chave de ouro, hoje eu vou falar sobre o Instituto Moreira Salles.

Conheci o Instituto na minha época de estudante da PUC, ele fica na Gávea também. A sede é a casa onde Walther Moreira Salles e família viveram. Em 1999 virou sede do Instituto e por lá acontecem exposições e apresentações de filmes.

PJA_7947

Mas, só a visita a casa já vale a pena, que tem uma arquitetura super moderna da década de 50 e conta com paisagismo de ninguém menos que Roberto Burle Marx.

Minha dica? Não deixe de fazer um lanchinho no restaurante do Instituto, de preferência nas mesas da área externa. Eles oferecem café da manhã nos fins de semana, e um chá da tarde nas quintas.

IMG_5618-v2

End: rua Marquês de São Vicente, 476 – Gávea (RJ)

Funcionamento: de terça a domingo e feriados, das 11h às 20h /Entrada gratuita (com exceção dos filmes)

30 • outubro • 2013 Lari Arte

Um mundo de bolinhas

Há tempos que eu quero retomar a tag “Fds tips“, com dicas culturais para fazermos no fim de semana. Ia guardar esse post para reestreia da tag sábado, mas como ansiedade é meu sobrenome, eu resolvi me adiantar.

Yayoi-Kusama-Obsessão-Infinita-exposição-CCBB-Lari-Duarte-1

Semana passada eu conferi a exposição Obsessão Infinita da artista plástica Yayoi Kusama, que está a mostra no CCBB até 20 de janeiro. Para quem não conhece, Kusama é uma artista japonesa ainda viva que transformou seus problemas e distúrbios mentais (por isso o nome da exposição) em arte.

Yayoi-Kusama-Obsessão-Infinita-exposição-CCBB-Lari-Duarte-

A característica principal do seu trabalho são as bolinhas coloridas, que fazem parte de todas suas obras. Desde telas, desenhos, intervenções, até seu modo de se vestir, tudo leva pontinhos. Entre as mais de 100 obras que a exposição apresenta, destaque para as instalações que nos remontam a forma de Kusama enxergar o mundo.

A japonesa também ficou muito conhecida, entre os “não entendedores” de arte, quando lançou uma coleção em parceria com a Louis Vuitton. Roupas, bolsas, sapatos, e acessórios com a icônica estampa de bolinhas foram um grande sucesso.

Yayoi-Kusama-Louis-Vuitton-parceria

Além de explicativa, a exposição é muito interativa. Daquelas que você vai lendo, se perdendo nas obras, e nem sente a hora passar. Sem dúvidas, um programa imperdível.

Informações: 

Rua primeiro de Março, 66 – Centro do Rio/ Quarta a Segunda, das 9h às 21h (entrada franca)

06 • julho • 2013 Lari Arte

FDS Tip: Sebastião Salgado in Rio

Sebastião-Salgado-Genesis-exposição-1

Antes de falar da dica cultural do fim de semana, eu quero dizer que estou adorando que vocês apoiaram a nova tag. Fiquei muito feliz com o feed back positivo. Qualquer outra sugestão só falarem, viu?

E hoje, minha dica é a exposição Genesis de Sebastião Salgado que está exposta no Museu do Meio Ambiente, dentro do Jardim Botânico carioca.

Sebastião-Salgado-Genesis-exposição-3

A mostra apresenta 245 fotografias feitas por Salgado em lugares remotos do planeta. Sua ideia é chamar a atenção das pessoas para a necessidade de preservarmos a diversidade biológica e cultural, além de recuperar o que o homem já destruiu.

O resultado são fotos lindíssimas. No superlativo mesmo porque de tão impressionantes mais parecem cenas de um filme.

Sebastião-Salgado-Genesis-exposição-2

A exposição está aberta ao público até 26 de agosto, de terca a domingo, e é gratuita. Apenas as fotografias que estão expostas na área externa do parque é que é necessário pagar o valor de entrada (R$6,00).

PS: bom fim de semana! 😉