25 • janeiro • 2016 Lari Viagem

Como fazer a mala perfeita?

Como-fazer-uma-mala-pequena-compacta-inteligente-otimizada-dicas-truques-viagem-tudo-sobre-blog-Lari-Duarte

Chegou a vez de um dos posts mais aguardados e pedidos por vocês! Hoje eu vou dar dicas para fazer uma mala compacta e funcional, isto é, uma mala do tamanho ideal para sua viagem.

Afinal, atire a primeira pedra quem nunca se viu viajando com malas enormes – que mal consegue carregar – e no fim da viagem percebeu que não usou nem 1/3 das coisas que levou.

Na consultoria de imagem chamamos essa mala do tamanho ideal de “mala inteligente”, e posso garantir que não é nenhum bicho de 7 cabeças. É possível sim viajar só com o que você vai usar, e mesmo assim montar produções incríveis.

Vamos às dicas:

Como-fazer-uma-mala-pequena-compacta-inteligente-otimizada-dicas-truques-viagem-tudo-sobre-blog-Lari-Duarte

A primeira regra para uma mala otimizada é: cada peça de roupa deve se encaixar em no mínimo 2 produções. Isto é, você não pode levar na mala uma roupa que só se encaixe em 1 ocasião/produção. Parece algo simples, mas leve essa regra a risca e você vai ver como vai diminuir bastante a quantidade de roupas.

Por exemplo: uma saia preta que pode ser usada tanto de dia como de noite, um vestido que fica bem de rasteiras para bater perna, ao mesmo tempo que fica lindo de salto alto para sair para jantar… e por aí vai.

Como-fazer-uma-mala-pequena-compacta-inteligente-otimizada-dicas-truques-viagem-tudo-sobre-blog-Lari-Duarte

Pesquise, pesquise e pesquise mais um pouco o clima do destino da viagem… E não adianta fazer isso muito tempo antes porque hoje em dia as estações do ano andam bem loucas, né? Rs. Sugiro 1 semana com antecedência.

Além de olhar sites de previsões, veja também blogs/instagrans de pessoas que estão no local. Ajuda bastante ter uma noção real da temperatura, o que é fundamental para saber quais peças de roupas levar. Por exemplo: se estiver muito frio, não adianta levar sapatilhas e rasteiras, né?

LD_MALAS_2

Com uma noção de como está a temperatura da cidade de destino, o próximo passo é fazer um cronograma com tooodas as programações da viagem. 

Quantas vezes vou sair para jantar em restaurantes arrumados, ou restaurantes casuais, quais dias vou ficar direto passeando na rua… etc. Sabendo exatamente o que vai fazer fica muito mais fácil, você já deixa preparada na mala as produções para cada ocasião.

E se você quiser se organizar ainda mais, pode fotografar pelo celular os looks prontos ou anotar para não esquecer.

Como-fazer-uma-mala-pequena-compacta-inteligente-otimizada-dicas-truques-viagem-tudo-sobre-blog-Lari-Duarte

Eu sei que nós mulheres amamos sapatos e queremos levar todos para usar na viagem…. mas não pode, simples assim! (é o momento mais difícil para mim hahaha #confesso). Sapato é uma das coisas que mais ocupa espaço. Minha sugestão é levar um modelo que fique bem em todas as produções noturnas e outro para produções diurnas.

Como-fazer-uma-mala-pequena-compacta-inteligente-otimizada-dicas-truques-viagem-tudo-sobre-blog-Lari-Duarte

Essa dica também é graaande economizadora de espaço rs. Aposte nas versões em miniaturas. Sejam produtos de necesseire ou até secador de cabelo, hoje em dia praticamente tudo tem em versão pequeno. Nossa mala agradece.

Como-fazer-uma-mala-pequena-compacta-inteligente-otimizada-dicas-truques-viagem-tudo-sobre-blog-Lari-Duarte

Por último, uma dica importante que muitas pessoas esquecem. Antes de viajar verifique qual o tamanho da mala que é permitido para chegar no seu destino.

Por exemplo: se o limite forem 23 kgs, não adianta viajar com a mala de 32kgs, você vai acabar colocando mais coisas com certeza. Se você vai viajar fim de semana para praia e quer levar só uma mala de mão, já comece a preparar tudo direto na mala. Assim, você vai controlando o espaço.

Como-fazer-uma-mala-pequena-compacta-inteligente-otimizada-dicas-truques-viagem-tudo-sobre-blog-Lari-Duarte

Bom pessoal, eu espero que tenham gostados das dicas e que ajudem vocês na hora de fazer a mala para o Carnaval. De resto, bon voyage! 

06 • janeiro • 2016 Lari Viagem

Minha viagem com KLM

LD_KLM_4

Vamos continuar no papo viagem? Acho que tem tudo a ver com essa época do ano onde muitas pessoas estão de férias.

Como vocês sabem, em dezembro, pouco antes do Natal, eu passei uma semaninha em Paris. Cidade que amo tanto e vocês estão carecas de saber hahaha. Dessa vez, eu fui visitar uma das minhas melhores amigas que se casou e foi morar lá.

Bom, mas esse post é para contar que a convite da cia aérea KLM eu fui para Paris na nova cabine world business class da empresa – que agora está presente nos seis vôos semanais que partem do Rio de Janeiro para Amsterdã, na Holanda – país de origem da cia.

LD_KLM_1

Antes de começar a falar sobre todos os benefícios da nova business, eu preciso comentar que não tinha dúvidas que seria ma-ra-vi-lho-sa. Já viajei de KLM vááárias vezes, e sempre indiquei para as pessoas, pois até a econômica deles é muito superior das demais cias. Mas, vamos ser phynos e focar na minha experiência na nova business.

A nova classe foi desenvolvida pela designer holandesa Hella Jongerius, e o foco principal era priorizar o conforto e a privacidade do passageiro. O que de fato foi alcançado, pois na ida tinha um passageiro ao meu lado mas era como se estivesse o Gasparzinho hahaha. Em nenhum momento me senti incomodada ou invadida com a presença dele, sabe? Ponto para KLM!

LD_KLM_2

Mas, a empresa conquistou de vez meu coração com a poltrona. Os assentos são totalmente reclináveis, em bom português, vira cama meeesmo, 180 graus. Quem voa de executiva sabe que são poucas cias que oferecem isso. Sem contar que a da KLM é uma das maiores do mercado com 2,07 metros de comprimento – o que para o meu 1,62m é quase uma king size.

Outra coisa que eu amei e que os gourmets de plantão vão gostar também, é que o menu da nova business é assinado pelo chef Rodrigo Oliveira do restaurante Esquina Mocotó. Para quem não conhece, o Mocotó é um dos restôs mais premiados de SP atualmente e sua especialidade é a boa e velha comida brasileira. Ou seja, sabe aquela fama de comida de avião ser ruim? Passa looonge nesse caso. Eu devorei feliz tudo! Da entradinha com champagne ao café da manhã do dia seguinte, tudo delicioso.

LD_KLM_3

Sem contar em todos os outros mimos, como: muitos compartimentos para guardar objetos (amo! Sou espaçosa e viajo com livro, moleskine, laptop, tudo junto…), TV com bastante variedade, travesseiros e edredom, tomadas (!!!!), e necessaire de amenities assinada pela grife holandesa Viktor & Rolf <3 .

Bom, eu não preciso nem dizer que AMEI a nova business class, né? A KLM faz vôos para toda Europa e têm sempre ótimas promoções – por isso que já fui tantas outras vezes para Paris com a cia. Sem contar que viajar com todo esse conforto não tem preço, você chega descansada e tranquila para curtir ao máximo a viagem. Na minha opinião, investir no nosso bem-estar é sempre válido e positivo.

E claro, obrigada KLM pelo convite e confiança. Se já era fã da cia, eu fiquei ainda mais.

www.klm.com.br

05 • janeiro • 2016 Lari Viagem

Roteiro de viagem: Morro de SP, Bahia (Parte #02)

Vamos para segunda e última parte do roteiro de viagem para Morro de São Paulo. Quem quiser ler a primeira parte das dicas é só clicar aqui.

Dicas-de-Morro-de-São-Paulo-Bahia-tudo-sobre-informações-morro-como-chegar-onde-ficar-valores-Lari-Duarte-blog-dicas-

Ilha de Boipeba no passeio de barco

O que fazer em Morro de São Paulo?

– Passeio de barco: 10 entre 10 pessoas me aconselharam a fazer o famoso passeio de barco em volta da ilha de Tinharé (a ilha onde morro está localizado). E quer saber? Elas estavam certíssimas, o passeio é incrível mesmo, e te levam até a ilha de Boipeba também. Com direito a muitas paradas para mergulhos, bancos de areia, pausa para almoço… O que resulta em um dia delicioso.

Minha sugestão é alugar um barco, assim você tem liberdade para moldar o dia como quiser. Outro lembrete importantíssimo é prestar atenção a todos os detalhes quando fechar o barco com a agência de aluguel (existem várias na ilha, busque recomendação com sua pousada).

Deixe tudo anotadinho e registrado. Por exemplo, qual o modelo do barco, quantas pessoas vão com você, duração, se tem caixa de sol, cooler etc. Parece neurose, mas no meu caso eles alugaram a nossa lancha para outro grupo por mais caro $$$ e quase deixaram a gente na mão, acredita? Famoso overbooked versão al mare hahaha. No fim das contas, eles arrumaram um barco muito inferior ao que fechamos para quebrar o galho, mas como não registramos todos os detalhes acordados não tínhamos como cobrar. Ou seja, atenção redobrada.

Dicas-de-Morro-de-São-Paulo-Bahia-tudo-sobre-informações-morro-como-chegar-onde-ficar-valores-Lari-Duarte-blog-dicas-

Eu e Luisa em uma das paradas de barco

– Assistir o pôr do sol na Toca do Morcego: outra dica unânime que me deram e certeira também. Sem dúvidas, o bar/restaurante/lounge/boate (rola um pouco de tudo hahaha) Toca do Morcego tem uma vista privilegiada para assistir o pôr do sol. Tudo isso ao som de uma música ao vivo délis que rola todo fim de tarde. Além disso, os garçons são super simpáticos. Destaque para o Ratinho que depois de 2 garrafas de vinho branco já era BFF nosso hahaha – quem for lá fala que é amigo do casal carioca, Gabriel e Lari. 

Dicas-de-Morro-de-São-Paulo-Bahia-tudo-sobre-informações-morro-como-chegar-onde-ficar-valores-Lari-Duarte-blog-dicas-

Vista do pôr do sol da Toca do Morcego

– Day use na Hotel Vila dos Orixás: o dia que estávamos na Praia do Encanto passamos em frente a esse hotel e ficamos encantados – sem trocadilhos. Sabe aquele lugar aconchegante que você quer passar toda as suas férias? O meu namorado, curioso que só, resolveu entrar e perguntar sobre a festa de réveillon… Foi quando ele descobriu por acaso que o hotel disponibiliza um pacote de day use super vantajoso.

Por R$50,00 uma pessoa está incluído: o carro (que te busca na Praia 3 e te leva até o hotel, e depois te traz de volta também), piscinas e saunas, e as espreguiçadeiras de frente a praia. Lembrando que só o taxi comum até a Praia do Encanto é R$50 a perna. Ou seja, vale muuuito mais a pena fechar o day use da Vila dos Orixás com todas essas comodidades. Só ligar com antecedência porque tem número limitado.

Onde comer em Morro de São Paulo?

Infelizmente Morro é bem limitado nesse quesito, viu? Não vá esperando uma super rota gastronômica. Além da barraca de pastéis do final da Praia 2 (juro, o melhor! Peça o de aipim com camarão hahaha), eu recomendo:

Dicas-de-Morro-de-São-Paulo-Bahia-tudo-sobre-informações-morro-como-chegar-onde-ficar-valores-Lari-Duarte-blog-dicas-

Eu com o Guido e suas lagostas

– Restaurante do Guido: quando for fazer o passeio de barco peça para a parada de almoço ser no restaurante do Guido em Boipeba. A especialidade? Deliciosas lagostas! Que são preparadas pelo próprio Guido – que é pura simpatia. Minha dica? Peça a lagosta na manteiga, é de comer rezaaaando. Só de lembrar me deu água na boca hummm

– Restaurante do Hotel Vila dos Orixás: mesmo se não for fazer o day use, vale a pena ir almoçar no restaurante. Para mim foi a melhor refeição da viagem. Sem contar do ambiente super charmoso de frente a praia. Recomendo!

Dicas-de-Morro-de-São-Paulo-Bahia-tudo-sobre-informações-morro-como-chegar-onde-ficar-valores-Lari-Duarte-blog-dicas-

Almoço na Villa dos Orixás

– Restaurante Sambass: esse restaurante foi o que eu passei o revéillon. O jantar era um menu fixo desenvolvido especialmente para noite da virada e estava de-li-ci-o-so. Não sei se normalmente é tão bom assim, mas eu recomendo arriscar um jantar sim hehehe.

– Restaurante da Pousada Minha Louca Paixão: todo mundo me recomendou como o melhor local para comer moqueca na ilha. Infelizmente não consegui ir, mas repasso a dica que tanto me deram : )

Dicas-de-Morro-de-São-Paulo-Bahia-tudo-sobre-informações-morro-como-chegar-onde-ficar-valores-Lari-Duarte-blog-dicas-

Onde se hospedar?

Como eu contei na primeira parte do roteiro, eu caí de paraquedas nessa viagem. Eu fechei de última hora porque estava solteirona na pixxxta, então nem sabia o nome do meu hotel – para vocês terem ideia… hahaha. Mas, como o mundo dá muuuitas voltas, eu acabei indo em casal…

Enfim, tudo isso é para dizer que só recomendo a pousada que fiquei (Pousada Primeira Praia) se você for com amigos no maior clima zoeira-não-importa-onde-estou. Apesar de zero luxuosa, ela é digna! Banho quente, ar-condicionado geladíssimo e cama confortável.

Seguem as pousadas que me indicaram depois, mas que já estavam lotadas: Pousada Minha Louca Paixão, Pousada Villa dos Corais, Patachocas Beach Resort, Hotel Vila dos Orixás e Fazenda Caeira.

Bom pessoal, eu espero que esse roteiro de viagem ajude quem está à caminho de Morro. Eu AMEI a viagem e super recomendo, mas prestando atenção nas dicas para não cair em furada. Sem dúvidas foi uma virada de ano incrível! Se 2016 vier com todas essa energia vai ser excelente.