08 • janeiro • 2016 Lari Arte­Moda­Viagem

Exposição Louis Vuitton em Paris

Como eu sempre falo, tem sempre alguém de viagem marcada para Paris. Assim, a dica de hoje é para quem está indo “para ontem” para cidade-luz.

Tudo-sobre-a-exposição-da-Louis-Vuitton-em-Paris-Volez-Voguez-Voyagez-Grand-Palais-Lari-Duarte-blog-

Até o dia 21 de fevereiro está em exibição no Grand Palais a exposição “Volez, Voguez e Voyagez” da Louis VuittonA exposição conta a história das famosas malas de viagem da maison francesa. Desde quando começou em 1854 com Sr. Louis Vuitton até os dias atuais.

Tudo-sobre-a-exposição-da-Louis-Vuitton-em-Paris-Volez-Voguez-Voyagez-Grand-Palais-Lari-Duarte-blog-

Eu conferi a expô em dezembro e sai encantada. Além de toda a história em si que já é super interessante e acompanhar a evolução, a montagem da exibição está incrível. Em vários momentos parece que somos teletransportados a outras décadas de tão bem feita é a cenografia. Com direito a assistir uma pequena mala sendo feita artesanalmente na hora.

http://lariduarte.com/?s=Como+se+vestir+no+frio%3F

Quem estiver por Paris vale a pena conferir. A exposição é gratuita, mas recomendo reservar com antecedência pelo site e assim evitar filas – nesse caso, paga-se 1 euro por pessoa. 

www.grandpalais.fr

20 • março • 2015 Lari Arte­Viagem

Exposições em Paris

Exposições-Paris-novas-em-cartaz-1

Além de sempre ter restaurantes novos (contei no post de ontem minhas recentes descobertas), Paris também sempre têm exposições temporárias incríveisDessa vez eu tive a oportunidade de conferir duas: Jeff Koons, La Retrospective, e Jeanne Lanvin.

Registros meus da exposição Jeff Koons, la rétrospective

Registros meus da exposição Jeff Koons, la rétrospective

A exposição Jeff Koon, la Rétrospective, como o nome sugere, faz uma retrospectiva do trabalho desse artista contemporâneo e que ainda está em plena atividade.

Para quem não conhece seu trabalho, Jeff Koons tem dado o que falar no cenário das artes visuais desde a década de 80 e ele é chamado de “o novo Andy Warhol”.

Seus trabalhos geram discussões sobre temas interessantíssimos como o significado da arte na era da mídia em massa, o impacto do marketing e do mercado de arte sobre a própria arte, entre outros.

O que eu mais gostei da expô é que ela apresenta de forma clara e cronológica a carreira do artista, e é possível conhecer suas obras e entender facilmente o que ele queria expressar.

A exposição fica em cartaz até 27 de abril no Centre Pompidou, e custa 13 euros o museu tem um acervo permanente de arte moderna incrível também. Vale a visita!

www.centrepompidou.fr

Fotos que eu tirei escondida hehehe na exposição Jeanne Landin

Fotos que eu tirei escondida hehehe na exposição Jeanne Landin

Quem ama moda não pode deixar de jeito neeenhum de ir na exposição de Jeanne Lanvin. A expô conta a trajetória da marca Lanvin, uma das mais antigas de Paris e que continua bombando até os dias de hoje sob o comando do designer Alber Elbaz.

Através de mais de 100 modelos e croquis, é possível conhecer a história da sua fundadora Jeanne e compreender porque a marca é um sucesso até os dias de hoje.

A exposição está em cartaz no Palais Galliera até 23 de agosto, e custa 9 euros. Ah! Vale frizar que o Galliera é o Museu da Moda em Paris. Ele recebe sempre expôs interessantíssimas como a da Dior e da Condé Nast (contei nesse post aqui e aqui). Sempre que viajo para Parrí dou uma conferida no site para saber o que está passando.

www.palaisgalliera.paris.fr

09 • janeiro • 2015 Lari Arte­Cultura

Rio cultural: Instituto Moreira Salles

Como para maioria das pessoas, janeiro também é um mês de férias para mim. Depois de um dezembro com a agenda recheada de lançamentos, eventos, almoços, etc, essa é a época do ano que nada disso acontece.

Vocês podem reparar pela retomada da frequência normal de posts aqui no blog, né? Hahaha. Como eu AMO ter tempo de escrever aqui com calma – e manter esse ritmo é uma resolução de 2015.

Além de escrever no blog, eu quero aproveitar essa fase de agenda “mais tranquila” para ficar por dentro de um lado da minha cidade que tenho deixado de lado, o Rio cultural.

Assim, para quem está de viagem marcada para cá, ou meus conterrâneos cariocas que querem se atualizar também da cena artística, eu vou buscar dar constantemente dicas de endereços artsy do Rio.

00081684_7E2A8D1B8D

E para abrir com chave de ouro, hoje eu vou falar sobre o Instituto Moreira Salles.

Conheci o Instituto na minha época de estudante da PUC, ele fica na Gávea também. A sede é a casa onde Walther Moreira Salles e família viveram. Em 1999 virou sede do Instituto e por lá acontecem exposições e apresentações de filmes.

PJA_7947

Mas, só a visita a casa já vale a pena, que tem uma arquitetura super moderna da década de 50 e conta com paisagismo de ninguém menos que Roberto Burle Marx.

Minha dica? Não deixe de fazer um lanchinho no restaurante do Instituto, de preferência nas mesas da área externa. Eles oferecem café da manhã nos fins de semana, e um chá da tarde nas quintas.

IMG_5618-v2

End: rua Marquês de São Vicente, 476 – Gávea (RJ)

Funcionamento: de terça a domingo e feriados, das 11h às 20h /Entrada gratuita (com exceção dos filmes)