02 • Fevereiro • 2017 Lari Cinema

Porque você deve assistir La La Land

O mundo dos cinéfilos se divide em dois no momento: os La La lovers e os La La haters. Com o título desse post vocês já entenderam de qual grupo eu faço parte, né? hehehe. Mas, o meu objetivo aqui é explicar porque todo mundo dever dar uma chance a La La Land (ATENÇÃO! Contém spoiler).

É um musical com canções legais? Sim. É uma história fofinha? Sim. Esses dois motivos já levaria um bom time de pessoas ao cinema, mas por trás de coreografias espetaculares (#AsBailarinaPiraTudo o/ ) e do Ryan Gosling deuso, o filme passa duas mensagens importantes.

Primeiro: não devemos nunca desistir dos nossos sonhos e valores. Por mais difícil que pareça atingir os nossos objetivos, a gente tem que batalhar e correr muito atrás. Estar preparado para ouvir “nãos” e passar por dificuldades. Quando se quer algo de verdade, todo o esforço vale a pena. Claro, terão momentos de desânimo, mas isso faz parte. Nada na vida cai do céu, só conseguimos algo com esforço, persistência e dedicação. No caso do filme, o sonho do personagem do Ryan era abrir um bar de jazz, e da Emma Stone ser uma atriz de sucesso em Hollywood.

Segundo: todo mundo passa em nossa vida por algum motivo. Muitas pessoas acreditam que final feliz é apenas quando o casal fica junto. Vocês já pararam pra pensar em quantas pessoas passaram em suas vidas e que ajudaram/acrescentaram de alguma forma? O fato de ter ficado junto por um tempo, quer dizer que deu certo sim, certo por aquele período. No filme, os personagens não ficam juntos, mas cada um contribui 100% para que o outro alcançasse seu sonho.

Bom, acho que nos tempos de hoje, nunca é demais reforçar essas duas mensagens. Por isso gostei tanto do filme e espero que ele tenha “surra de estatuetas” no Oscar haha.

 

PS: quem já assistiu o filme concorda comigo ou não? Tiveram outra interpretação? Me conta! : )

08 • setembro • 2015 Lari Cinema­Moda

Sessão pipoca: Dior e eu

Quem me acompanha no Snapchat (usuário: lariduarteof) sabe que uma das minhas paixões é a sétima arte. No mínimo 1x por semana eu assisto algum filme ou vou ao cinema. Como não sou nenhuma “grande crítica” com opiniões embasadas e técnicas, não é sempre que falo do tema por aqui.

Dior e eu Dior et Moi Dior and I tudo sobre o documentário Raf Simons blog Lari Duarte sinopse documentário filme tudo sobre informações

Mas, esse fim de semana eu assisti um documentário que tem tudo a ver com vocês leitoras, e não poderia deixar de falar sobre por aqui. É o “Dior e eu”.

Dior e eu Dior et Moi Dior and I tudo sobre o documentário Raf Simons blog Lari Duarte sinopse documentário filme tudo sobre informações

Resultado do primeiro desfile de Raf Simons na Dior

O documentário mostra a chegada do designer Raf Simons na emblemática Maison Dior, e todo o processo de produzir o desfile de alta-costura da marca em apenas – inacreditáveis – 8 semanas de casa.

Dior e eu Dior et Moi Dior and I tudo sobre o documentário Raf Simons blog Lari Duarte sinopse documentário filme tudo sobre informações

Cenas do documentário

Dior e eu Dior et Moi Dior and I tudo sobre o documentário Raf Simons blog Lari Duarte sinopse documentário filme tudo sobre informações

Eu achei incrível porque, através de uma narrativa acelerada, o público consegue entender todo o trabalhão que é criar e apresentar uma coleção – especialmente a de alta-costura onde cada peça desfilada é feita a mão. Além de abordar dilemas atuais das grandes maisons como: para quem dar mais atenção, cliente que compra o produto ou a criação? E também mostra a importância da relação com a imprensa, e o peso da tradição.

Infelizmente o documentário não está em cartaz em muitos cinemas, e por isso não deve ficar muito tempo passando também. Eu vi no cinema do shopping Cidade Jardim em SP, como a marca tem loja lá está passando. Por isso, minha dica é assistir logo, viu? Quem ama moda vai amar poder espiar os bastidores da Dior.

14 • Maio • 2012 Lari Cinema­Dica de filme

Sessão pipoca

Dica de filme em plena segunda? eu sei que deveria ter avisado antes, mas ontem depois do almoço de dia das mães, eu fui ao cinema e tive que vir aqui indicar para vocês o filme que assisti: Paraísos Artificiais.

Paraísos-Artificiais

Sou suspeita para falar, pois minha amiga Luiza Dutra (mais conhecida como Duh) trabalhou na produção do filme – orgulho do quinteto PUC! Ou seja, todo mundo espera para ver o nome dela nos créditos finais, ok? hahaha

Voltando ao filme, ele conta a história de amor de Nando (Luca Bianchi) e Érika (Nathalia Dill ou a namorada de Jorginho na Avenida Brasil), tendo como pano de fundo o universo das raves e drogas. Além da fotografia espetacular, o filme foi dirigido pelo top Marcos Prado – produtor de Tropa de Elite 1 e 2 e diretor de Estamira.

IMG_4872

IMG_4453

Então meninas, minha sugestão de hoje é valorizarmos o cinema nacional. Eu sei que todo mundo tem um amigo/peguete/marido/namorado que fala que não gosta, mas que tal deixar esse preconceito de lado? Estamos cheios de produções made in Brazil excelentes e que merecem nossa atenção. Não só de blockbusters vive a mulher contemporânea #ficaadica.