09 • junho • 2015 Lari Acessórios­Moda

Mais uma marca para ficar de olho: Moynat

Além da Perrin que contei nesse post aqui, durante a minha última viagem para Paris eu tive a oportunidade de conhecer mais uma marca de bolsas de tirar o fôlego. Estou falando da Moynat.

LD_MOYNAT_1

Quem me apresentou a marca foi uma amiga parisiense. Tínhamos acabado de sair da área de consertos da Hermès, e por acaso passamos em frente a loja na Rue Saint-Honoré. Ela disse que se eu queria a qualidade e a exclusividade da Hermès, com preços mais “acessíveis”, eu tinha que entrar na Moynat.

LD_MOYNAT_2

Para quem não sabe (como eu não sabia…), a Moynat é uma das marcas mais antigas e tradicionais da França. Ela foi criada em 1849 e fazia acessórios em couro sob medida, como malas, baús, bolsas etc. 5 anos depois, com a mesma proposta, foi fundada a Louis Vuitton, sua maior concorrente na época.

No final da década de 70 a marca passou por uma grave crise e fechou as portas. Mas, em 2011, Bernard Arnault (o cabeça por trás do grupo LVMH, conglomerado de diversas marcas de luxo, incluíndo a Louis Vuitton) comprou a marca. Ironia do destino ou não, segundo fofocas do mundo fashion, essa compra significou o desejo de Arnault de ter “um tipo de Hermès” na LVMH.

LD_MOYNAT_3

Mas, história a parte, o que me chamou mesmo atenção na Moynat foram duas bolsas específicas, a Réjane e a Pauline. Elas seguem o mesmo estilo: bolsas discretas, atemporais, e práticas para o dia a dia. Realmente são peças clássicas no closet que podem ser usadas de mil e uma possibilidades.

LD_MOYNAT_4

Os preços da Réjane e Pauline começam na bagatela de 3.500 euros – o que não é barato, claro. Mas, se formos comparar com o preço da bolsa Birkin da Hermès, que tem a mesma qualidade de couro e o preço é o triplo, eu acho que vale a pena sim.

Em tempos de banalização de Chanel e tantas outras marcas que vemos muito por aí, eu acredito que investir em algo que sem dúvidas é “one of a kind” é o verdadeiro luxo na moda.

www.moynat.com