Meu um quarto de século

(Trilha sonora para o post)

 

Olá meninas, como vocês estão?

Desculpa o sumiço nos últimos dias, mas além do jogo, para quem não sabe, ontem (16/06) foi meu aniversário. Por sinal, eu quero agradecer mais uma vez todas as mensagens tão queridas que recebi. Mesmo sem celular (ele se afogou no mar fim de semana), amei ver como todo mundo se preocupou em me parabenizar de alguma forma. Obrigada de coração.

pink

Bom, voltando a falar de mim, ontem eu fiz 25 anos. Para muitas pessoas uma idade normal, um aniversário normal, mas para mim não. Se tem mulher que vive a crise dos 30, eu assumo estar vivendo a crise dos 25.

Lembro como se fosse ontem a véspera do meu aniversário de 15 anos, quando uma amiga da minha família virou para mim e disse “aproveita muito cada dia porque depois dos 15 a vida voa”. Que língua! Não é que essa “praga” colou em mim?

Essa é a sensação que eu tenho, parece que em um piscar de olhos eu virei a Lari Duarte mulher adulta, aquela que ao invés de se preocupar se vai ficar em recuperação em matemática, precisa se preocupar em pagar a fatura do cartão e contas no fim do mês.

Mas, o que mais me assusta mesmo é que nesses 10 anos que se passaram eu me sinto a mesma Lari. Não que eu seja uma adulta – muito – infantil, mas é engraçado pensar como eu achava que estaria aos 25 anos, e ver que no fim das contas, nossa essência não muda tanto assim com o tempo.

Assim, sem modéstia alguma, eu resolvi fazer um balanço do que aprendi nesses 25 anos de vida:

  • Arrume sempre tempo para ver seus amigos. Com o passar dos anos aprendi que bons e verdadeiros amigos são raros, então é fundamental separar um tempinho para dar a devida atenção para eles. Ah! E um chopp com amigos vale mais que qualquer terapia.
  • O maior e mais importante amor é o amor próprio. A única pessoa com a qual você convive 24h por dia e todos os dias é você mesma. Aprenda a se conhecer, valorizar qualidades, reconhecer defeitos, a se aceitar e ficar em sua companhia. Só depois de se amar você estará pronta para amar alguém.
  • Príncipe Encantado não existe, e sim príncipES existEM. Aprendi que essa ideia de uma única pessoa perfeita que fará a gente feliz é bobagem, por sorte o mundo está lotado de pessoas maravilhosas para esbarrarmos no caminho. Não seja pessimista, vai por mim, o que não falta é gente legal por aí.
  • Viva o presente sem exageros. Nem 8 nem 80, não deixe para fazer amanhã o que você pode fazer hoje, mas também não viva todos os dias como se o mundo fosse acabar amanhã. Encontre um equilíbrio na intensidade e vá ser feliz, a saúde agradece.
  • Nunca perca sua essência. O mundo pode dar voltas e todo o seu contexto mudar, mas seja sempre você mesma e respeite os seus valores.
  • Valorize a família. Seus familiares são aquelas pessoas que estarão sempre ao seu lado te apoiando, então dê o carinho e atenção que eles merecem (como os amigos no ítem 1!).
555513_344965905589677_524027741_n

Bom, esse é o meu balanço do meu um quarto de século. Posso falar que cheguei oficialmente na fase adulta com o coração leve e feliz, só posso agradecer a Deus por ter uma vida tão maravilhosa. Que venham os aniversários de 30, 35, 50, 100 anos! Quando vivemos 100% nossas vidas fazer aniversário é sempre motivo de orgulho e felicidade por ter vivido de verdade.

Comentários

  • Parabéns por aqui também Lariii
    Beijos

    Responder
    • Nath querida, muito obrigada!!! O leitor do blog passou seu recado 😉 Hahaha Beijos

      Responder
  • Muitas felicidades e muito sucesso pra voce Lari!!!!

    Responder
    • Obrigada querida!!!!! Beijo grande

      Responder

Comente

Cancelar resposta

Responder a Nathalia T. Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.