Dica de viagem

Onde ficar em Paris? Hotel Barrière Le Fouquet’s

We will always have Paris”, como já dizia a famosa fala do filme Casa Blanca, a gente sempre vai ter Paris. A cidade é aquele tipo de lugar que você pode ir sempre, que nunca vai se cansar. Sempre têm novos restaurantes, novos hotéis, novas exposições, sempre têm novidades.

E falando em novidade, na minha última Paris Fashion Week, eu pude conhecer e me hospedar pela primeira vez no clássico Hotel Barrière Le Fouquet’s.

A experiência no hotel conseguiu superar as minhas expectativas. Primeiro porque o hotel acabou de passar por uma reforma, então pensem em um quarto com tudo que existe de mais moderno. Como controle total de todas as funções (luzes, cortinas, TV etc) por um Ipad, e muitas tomadas. Além disso, a decoração é em estilo clássico e aconchegante, aquela que você chega e se sente em casa, sabe? E o banheiro amplo e muito bem iluminado – tudo que nós mulheres amamos.

Segundo pela localização – a minha  fa-vo-ri-ta  em Paris. O Barrière Le Fouquet’s fica no 8 arrondissement em uma esquina estratégica: da emblemática Avenida Champs-Élysées com a Avenida George V. Ou seja, você pode fazer tudo a pé! Você está a poucos passos das melhores lojas e restaurantes da cidade. E vou ser 1000% sincera com vocês, com o trânsito que Paris tem, boa localização é fundamental na hora de escolher onde se hospedar.

Terceiro pela estrututa do hotel. Ele conta com um SPA incrível (com piscina!), um bar, e um restaurante delicioso, o Brasserie Fouquet´s (que reabriu 14 de julho, novíssimo também!). Inclusive o restaurante eu já fui várias vezes, e recomendo para não hóspedes também, um must-go em Paris. Almoçar em sua varanda vendo o movimento das avenidas é um programa super agradável.

Vale destacar também – e com louvor – o atendimento da equipe do hotel. Sempre extremamente solícitos. E olha, eu preciso confessar, durante uma fashion week a gente testa a paciência, viu? Rs. É pedido de arara, cabides extras, é um entre e sai de looks, encomendas e convites. Um jogo de cintura para poucos, e com sorriso no rosto ainda, raríssimo. Não poderia ter escolhido um QG melhor <3

Bom, como vocês puderam notar, eu AMEI minha hospedagem e recomendo 100%. Por todos esses motivos, eu considero o Barrière Le Fouquet’s uma excelente escolha de hotel em Paris, e vale todo o custo X benefício.

Continue a leitura

Onde se hospedar em Tokyo? Hotel Andaz Tokyo Toranomon Hills

Vamos dar a largada aos posts do Japão? Quem me acompanha no Instagram (@lariduarteoficial) já sabe que no último mês eu passei 12 dias no país. Foi um sonho que virou realidade! O Japão sempre esteve na minha lista de “dream destinations” para conhecer.

E como ano que vem as Olimpíadas vão acontecer em Tokyo, e recebi muitas mensagens de seguidores falando que vão (chiquérrimos kkk), eu vou começar com uma super dica: se hospedar no Hotel Andaz Tokyo Toranomon Hills.

Poucos dias antes de eu viajar, uma amiga minha (a Ana da Lucci Store) tinha acabado de voltar do Japão. E claro, que eu fui pegar dicas com ela, né? E a primeira coisa que ela me aconselhou foi se hospedar no Andaz. E hoje eu posso confirmar que foi uma das melhores dicas que ela me deu.

Primeiramente pela localização do hotel. Ele é super central, e nada é muito longe, sabe? É possível fazer várias coisas a pé, e também está ao lado de estações de trem e metro – e em Tokyo se usa muito o transporte público, já que táxi é caríssimo.

Segundo pelo hotel em si. Andaz é uma categoria de hotéis boutique de luxo do famoso grupo Hyatt, que tem como proposta fazer com que o hóspede se sinta em casa. Por exemplo, o check in não é feito em um balcão formal, e sim confortavelmente em poltronas, eles disponibilizam snacks e bebidas não alcóolicas de graça para todos os hóspedes, e o atendimento é de altíssima qualidade e personalizado.

Além disso, o hotel é LINDO! #AsBlogueirasPiram hahaha Muito fotogênico! Ele é todo de janelas de vidro, então em qualquer lugar é possível ter uma linda vista de Tokyo – incluíndo vista para Tokyo Tower, um dos principais cartões postais da cidade. Os quartos também são extremamente confortáveis com uma decoração que mistura o moderno com a arquitetura tradicional japonesa. E o café da manhã um dos mais deliciosos que já fui, completíssimo, e oferece opções ocidentais e orientais.

Outro ponto que vale destacar é o AO Spa & Club. Eu me dei de presente uma massagem facial no último dia, e foi in-crí-vel. De quebra ainda comprei os produtos de beleza que a massoterapeuta me indicou haha, não resisti!

Eu também não posso deixar de falar do Rooftop Bar do Andaz, que é o mais alto de Tokyo, acreditam? Além, claro, da vista espetacular pra cidade, o ambiente é suuuper agradável, com música lounge, e uma carta de drinks maravilhosos. É um super programa até para quem não está hospedado no hotel. Eu e Marcelo fomos na sexta a noite, antes de sair pra jantar, e adoramos!

O Andaz também têm outras opções de restaurantes que parecem incríveis. Infelizmente, acabou que na correria, a gente não conseguiu ir. Mas, fica a dica também! Para os hóspedes e os não hóspedes. Só clicar aqui e conferir as opções.

Bom, como vocês podem notar, a minha experiência realmente foi a melhor possível no Andaz Tokyo Toranomon Hills. Quem for para cidade precisa se hospedar nele também, o custo X benefício vale totalmente a pena, viu? Ah! E quem for, me conta depois o que achou, porque eu tenho certeza que vai amar.

Continue a leitura

Tudo sobre Mendoza, Argentina (Parte #02)

Como combinado, vamos para segunda parte do roteiro de viagem de Mendoza! Para conferir todas as dicas da primeira parte, só clicar aqui, viu? E aproveito pra falar que eu fiquei MUITO feliz com a repercussão desse 1º, que bom que vocês gostaram! Sem dúvidas é um destino que todo mundo deve conhecer.

Onde comer em Mendoza?

Comer é uma coisa que se faz BEM em Mendoza, viu? Na verdade na Argentina em geral. Não sei vocês, mas eu AMO as carnes argentinas (consideradas as melhores do mundo!), empanadas (uma prima do nosso pastel que é típica no país), e muito doce de leite, ou como eles dizem, dulce de leche, hummm…. Então são muitas as opções de restaurantes, vou falar dos que fui e gostei, ok? No caso todos hehe.

Almoçar: 

A maioria das vinícolas oferecem opções de almoço também. Além da praticidade de fazer a visita e depois almoçar, eu gosto desse programa porque normalmente é lindo, e em um ambiente agradável, aquele programa delícia, sabe?

Vinícolas para almoço:

El Enemigo

Casarena

–  Zuccardi Piedra Infinita

Restaurante Primula Cantina Ferroviaria:

esse não fica em vinícola, mas fica na região de Lujan Cuyo, e foi a grande descoberta da viagem. Não lemos em nenhum guia de Mendoza ou blogs, quem deu a dica foi a enóloga da Viña Cobos. Segundo ela, um local “simples” de comida típica deliciosa, onde os locais frequentam. Eu e meu noivo amamos!

A decoração segue um estilo vintage com peças antigas, o que deixa o restaurante bem cool. O menu (que realmente é delicioso) muda toda semana e só usa ingredientes sazonais. Vale a pena conhecer!

Infos já que não tem site:

Tel+54 261 221-3899

End: Calle Olavarria 255, Perdriel, Lujan de Cuyo

Jantar:

1884: é o restaurante de um dos chefs mais famosos da Argentina, o Francis Mallman, e está localizado na cidade, centro mesmo de Mendoza. Foi muuuito recomendado por seguidores no Instagram e sempre aparece nos guias também, mas eu achei os elogios exagerados, o famoso over rated haha. É bom? Sim! Vale a pena conhecer? Sim! Mas, longe de ser o melhor da região como muitas pessoas falaram. De qualquer formar, como eu disse, vale a visita. É que eu, Lari, esperava mais haha.

Siete Fuegos: mais um restaurante do nosso migo Francis Mallman – o chef têm vários restaurantes pelo mundo, um empreendedor nato. Esse fica dentro do hotel The Vines e eu achei simplesmente MARAVILHOSO. A comida espetacular e o ambiente incrível. Pra mim, um jantar imperdível!

Restaurante Rosell Boher Lodge: no maior estilo intimista e romântico, eu amei jantar no restaurante desse hotel. A gente se hospedou lá, então acabamos jantando duas noites, mas eu acho super válido não-hóspedes marcarem de ir também. Menu delicioso que muda diariamente, e atendimento incrível.

Onde se hospedar?

Como eu disse no parágrafo acima, eu me hospedei no Rosell Boher Lodge e AMEI. Mais uma surpresa maravilhosa na viagem! Como o hotel é consideravelmente novo, ainda não é muito conhecido, mas decidimos ficar lá porque as fotos eram incríveis e o custo X benefício estava bom. Decisão certeira!  

Se eu não me engano, o hotel têm apenas 6 quartos e 3 villas, então é super intimista e aconchegante. Eu fiquei em uma das villas e adorei.

Outras opções famosas de hotéis:

The Vines

Cavas Wine Lodge

Park Hyatt

Bom pessoal, esse é o meu guia de viagem de Mendoza. Já disse e repito, quem ama vinho, comer bem, e belas paisagens precisa conhecer a região. É um local perto do nosso Brasil, não precisa de muitos dias para conhecer, e tem um custo X benefício excelente – ainda mais se compararmos com viagens para Bordeaux, Toscana, Piemonte…. Fica a dica de um destino encantador!  

Continue a leitura