Guia de viagem: Tulum (Parte #01)

Como quem é vivo sempre aparece, estou de volta ao blog e vivíssima! Quem me segue no Instagram (@lariduarteoficial) viu que eu fiz uma viagem muito especial na última semana, e para um destino que eu nunca tinha ido: México, ariba muchachas! Mais precisamente para Tulum e a Cidade do México.

Como muitas pessoas me pediram dicas, eu resolvi começar escrevendo esse guia de viagem de Tulum. E como ser sucinta não é meu forte, já aviso que vou separar em dois posts, ok? hehe.

Dicas-de-Tulum-roteiro-de-viagem-guia-de-viagem-México-tudo-sobre-infos-onde-ficar-hotel-o-que-fazer-Riviera-Maya-TULUM

Sobre Tulum

Tulum é um dos lugares mais procurados pelo jetset internacional quando o destino é México. Localizada na famosa região da Riviera Maya, a cidade ficou conhecida por ser uma alternativa mais easy-going, isto é, mais rústica e relax, ao super agito (e americanização) dos resorts de Cancún.

Para quem busca praias com água azul turquesa e areia branquinha, vivenciar a história e cultura Maia, ótimos restaurantes, em uma atmosfera tranquila, Tulum é o roteiro perfeito.

Mas, antes de “soltar o dedo” aqui escrevendo sobre Tulum, eu preciso fazer um alerta muito importante: atenção a época do ano que você vai, pois você pode pegar a praia com sargaço (ou algas, como falamos no Rio). E adivinhem? Bingo! Eu fui bem na época do sargaço.

Dicas-de-Tulum-roteiro-de-viagem-guia-de-viagem-México-tudo-sobre-infos-onde-ficar-hotel-o-que-fazer-Riviera-Maya-TULUM

Com as algas, o mar dos sonhos azul turquesa vira marrom (parecia mais o Rio Negro hahaha), e você não consegue nadar, pois pra piorar as algas têm pulgas – ecati!

Eu e meu namorado descobrimos o problema quando já havíamos comprado as passagens, e não tínhamos como cancelar. Mas, como bons otimistas que somos, escolhemos um hotel com piscina e aproveitamos muuuito a viagem mesmo assim, até nos aventuramos no mar em um dia que estava mais “limpo” (espero não ter pego pulga kkk).

Dicas-de-Tulum-roteiro-de-viagem-guia-de-viagem-México-tudo-sobre-infos-onde-ficar-hotel-o-que-fazer-Riviera-Maya-TULUM
Eu, Marcelo, e o sargaço haha.

Mas, é impressionante – e um absurdo também – como não se lê em lugar nenhum sobre isso. E esse problema vem acontecendo por toda a Riviera Maya (incluindo Cancún, Cozumel etc) há 3 anos. E da mesma forma que aparece de repente, o sargaço some de repente. Plim! Como mágica. Ah! Por que está tendo isso? Ninguém sabe ao certo, provavelmente mais uma consequência do aquecimento global.

Segundo os moradores locais, no período de novembro à janeiro nunca teve esse problema. Então, fica a dica, viu? Para não correr riscos, eu recomendo viajar nesse período.

Dicas-de-Tulum-roteiro-de-viagem-guia-de-viagem-México-tudo-sobre-infos-onde-ficar-hotel-o-que-fazer-Riviera-Maya-TULUM

Como chegar em Tulum?

Como eu disse antes, Tulum está localizada na Riviera Maya. O aeroporto mais perto da cidade é o de Cancún, então o ideal é você comprar um vôo até lá. No meu caso, nosso trajeto aéreo foi: SP-Miami-Cancún.

De Cancún para Tulum são em média 1h30 de carro, em uma estrada ótima. Você pode alugar um carro no aero mesmo, e de quebra já ficar com esse carro alugado para circular por Tulum. Ou, você pode pegar um taxi, que foi a nossa opção.

Pagamos 300$, e no fim das contas, com os táxis que pegamos para circular por Tulum, sairia mais barato o aluguel do carro. Mas, não posso negar o conforto que é só entrar e falar onde quer ir, né? Sem se preocupar em caminhos, GPS, estacionamentos, bebidas etc. Por isso, vale avaliar que tipo de viajante você é. No nosso caso, a gente ia mirar na praia e acertar na Guatelama kkk Somos péssimos em direção, então o táxi ganhou.

Dicas-de-Tulum-roteiro-de-viagem-guia-de-viagem-México-tudo-sobre-infos-onde-ficar-hotel-o-que-fazer-Riviera-Maya-TULUM

Como se locomover em Tulum?

Tulum é basicamente uma praia, e paralela a essa praia tem uma avenida. E é por essa avenida que ficam as entradas dos hotéis, e onde também ficam os restaurantes, bares, comércio local…

Dependendo de onde o seu hotel está localizado na praia, você pode ir a pé, se não, existem muuuitos táxis.  Espirrou, gritam “táxi señora?” hahaha. Ah! Mas, ninguém usa taxímetro, viu? Então é importante saber que nenhuma distancia na praia pode dar mais que 100 pesos. Já para visitar os cenotes ou ruínas, ai é mais afastado. Para não cair em golpe, consulte sempre o concierge do seu hotel para saber o valor em média certinho.

Mas, como eu disse antes, você pode alugar um carro e ficar livre para se locomover.

Dicas-de-Tulum-roteiro-de-viagem-guia-de-viagem-México-tudo-sobre-infos-onde-ficar-hotel-o-que-fazer-Riviera-Maya-TULUM

Como esse post já está gigante (não sei ser sucinta meeesmo hehe), vou deixar para o próximo post minhas sugestões do que fazer, e onde comer, viu? Espero que tenham gostado das dicas até agora : )

Continue a leitura

Não largo mais minha mochila Samsonite

Olá, pessoal tudo bem? Quem me acompanha nos Stories do Instagram (@lariduarteoficial) sabe que no meu dia a dia eu não abro mão de usar mochila.

Seja pra viajar, ir na academia, ou sair com amigas, a mochila é um acessório super prático. E eu estou apaixonada pelos modelos da Samsonite.

A Samsonite é uma marca super conhecida e renomada por sua qualidade em malas de viagem, né? E isso não poderia ser diferente em suas mochilas. Essa minha têm vários compartimentos, pra guardar computador, agenda, coisinhas menores, muito eficiente.

Além disso, as mochilas da Samsonite têm sempre um design bacana. Perfeita pra quem, como eu, curte moda e quer estar com algo bonito também. Sejamos sinceras, não basta só ser funcional, tem que ser bela também hahaha. E essa vermelha é o ponto de cor certeiro que meus looks pedem.

Pra quem se interessou, vale muito a pena conferir os modelos da marca. No site da Samsonite têm muito mais.

www.samsonite.com.br

 

Continue a leitura

Onde se hospedar em Paris? Le Cinq Codet!

Uma das (muitas) coisas que faz eu amar Paris é que você pode ir mil vezes a cidade que sempre têm novidades. Isso se aplica em todas as áreas. Seja um restaurante novo, uma exposição, uma loja, ou um hotel. E na minha última ida à Cidade Luz, eu amei conhecer e me hospedar no Hotel Le Cinq Codet.

O hotel está localizado em uma rua calma e tranquila no 7éme arrondissement, que faz parte da Rive Gauche (como é chamado o lado esquerdo do Rio Sena), e é um bairro totalmente residencial. Mais precisamente, ele está na região dos Invalides, e do Le Cinq Codet é possível ver a tumba de Napoleão, e ir a pé à Tour Eiffel.

Hotel-Le-Cinq-Codet-Paris-Onde-ficar-hospedado-dicas-hotéis-roteiro-Paris

Uma localização maravilhosa, pois é possível sentir e vivenciar Paris como um morador, mas ao mesmo tempo estando perto dos principais pontos turísticos, sabe?

Sobre o hotel, ele é tudo que se espera de um 5 estrelas: atendimento excelente e quartos muito confortáveis. Mas, com um bônus, o Le Cinq Codet é todo modernete. Então prepare-se para um quarto prático e tecnológico que funciona totalmente a base de botões e controles #amo haha.

Hotel-Le-Cinq-Codet-Paris-Onde-ficar-hospedado-dicas-hotéis-roteiro-Paris

De quebra, o hotel tem um restaurante que foi bastante recomendado. Eu AMEI taaanto o café da manhã, que imagino que seja delicioso o menu fixo do restaurante também. Ah! E é aberto ao público, viu? Não é só para hóspedes.

Se você está com viagem marcada para Paris fica a dica de hospedagem, viu? Vale muito dar uma olhada no Le Cinq Codet. Eu fiquei hospedada por 1 semana e minha experiência não poderia ter sido melhor.

www.le5codet.com

Continue a leitura