12 • janeiro • 2017 Lari Viagem

Onde se hospedar em Paris? Buddha Bar Hotel

Na minha opinião, Paris é aquele destino que não existe “alta temporada”. Não importa a época do ano, sempre têm muitos brasileiros viajando pra cidade-luz – como apaixonada declarada por Parrí, acho justíssimo visitar qualquer mês haha. A cidade é linda e em cada estação do ano ela tem um charme especial…

Para quem está de viagem marcada pra lá, hoje eu vou dar uma dica de hospedagem 5 estrelas, o Buddha Bar Hotel. 

Onde-se-hospedar-em-Paris-Dicas-de-Hótel-bem-localizado-5-estrelas-luxo-moderno-parisience-coração-da-cidade-Buddha-Bar-Hotel-Blog-Lari-Duarte-em-Paris

Eu fiquei hospedada nele (pela segunda vez) na minha última ida à cidade, e novamente a experiência foi incrível. Sem dúvidas, é um hotel que eu recomendo de olhos fechados.

Primeiramente porque a localização é per-fei-ta. Eu já fiquei hospedada, já morei, em diferentes bairros, mas para quem está de turismo por lá não existe outra área melhor. O hotel fica no coração do 8éme, em uma pequena rua transversal a rue Faubourg Saint-Honoré – uma das ruas mais chics de Paris. Ou seja, entre os vizinhos do hotel estão Chanel, Saint-Laurent, a primeira Hermès do mundo etc. Nada mal, né? Hahaha.

Mas, não apenas pela vizinhança chique no urrrtimo a localização é boa, principalmente porque é um ponto bem central da cidade. Nada fica muito longe para ir de lá (nossos $$$Temerzinhos agradecem), e você também está perto de várias atrações para ir a pé ou de bicicleta.

Onde-se-hospedar-em-Paris-Dicas-de-Hótel-bem-localizado-5-estrelas-luxo-moderno-parisience-coração-da-cidade-Buddha-Bar-Hotel-Blog-Lari-Duarte-em-Paris

Segundamente, brincadeirinha, segundo ponto: o atendimento é exatamente o que se espera de um hotel 5 estrelas. Os funcionários são super atenciosos, desde o porteiro , recepção, camareira… Todos foram sempre extremamente gentis e dispostos a me ajudar.

E olha que testei pra valeeer, hein? Hahaha. Eu recebi encomenda, pedi coisas de madrugada, fiquei 1 dia inteiro no estilo walking dead de ressaca (do casamento que fui madrinha) sobrevivendo a base de  roomservice… E todas as vezes fui prontamente atendida, com direito a algumas pessoas falando português <3

Sem contar a parte do conforto, que também se espera de um 5 estrelas. Tudo do mais moderno e luxuoso, cama que te dá vontade de hibernar, banheiro amplo (que não gera discordia no casal), amenidades etc. Vou contar mais um detalhe excêntrico e tecnológico do quarto, o vaso sanitário tem sistema de aquecimento e outras coisitchas a mais hahahaha, nunca tinha visto!

Além disso, o Hotel têm o spa B/Attitude Studio (que eu fiquei arrasada de não ter tido tempo mais uma vez de experimentar, babei no menu de tratamento rs), o restaurante Le Vraymonde, e o bar Qu4tre.

Separamos uma noite para jantar no Le Vraymonde. Eu já tinha almoçado lá e adorado o menu, mas queria a experiência de jantar na área externa no clima sexy/romantic uiiii com luzes baixas.  Para os gourmants que curtem comida asiática, eu recomendo muito – ele é aberto para o público também. Ah! E antes, eu recomendo tomar um drink no bar Q4tre, que foi eleito  o melhor bar de hotéis da Europa segundo a Condé Nast.

Onde-se-hospedar-em-Paris-Dicas-de-Hótel-bem-localizado-5-estrelas-luxo-moderno-parisience-coração-da-cidade-Buddha-Bar-Hotel-Blog-Lari-Duarte-em-Paris

 

Para quem curte um hotel moderno e ficou interessada, as diárias no Buddha Bar começam a partir de 380 euros, mas eles sempre têm promoções, vale a pena ficar de olho e checar – hoje mesmo dei uma olhada e tinha quarto por 350…

Bom, vocês perceberam como amei a hospedagem, né? Não por acaso o slogan do hotel é: “not just another hotel, it’s a lifestyle“.

08 • janeiro • 2016 Lari Arte­Moda­Viagem

Exposição Louis Vuitton em Paris

Como eu sempre falo, tem sempre alguém de viagem marcada para Paris. Assim, a dica de hoje é para quem está indo “para ontem” para cidade-luz.

Tudo-sobre-a-exposição-da-Louis-Vuitton-em-Paris-Volez-Voguez-Voyagez-Grand-Palais-Lari-Duarte-blog-

Até o dia 21 de fevereiro está em exibição no Grand Palais a exposição “Volez, Voguez e Voyagez” da Louis VuittonA exposição conta a história das famosas malas de viagem da maison francesa. Desde quando começou em 1854 com Sr. Louis Vuitton até os dias atuais.

Tudo-sobre-a-exposição-da-Louis-Vuitton-em-Paris-Volez-Voguez-Voyagez-Grand-Palais-Lari-Duarte-blog-

Eu conferi a expô em dezembro e sai encantada. Além de toda a história em si que já é super interessante e acompanhar a evolução, a montagem da exibição está incrível. Em vários momentos parece que somos teletransportados a outras décadas de tão bem feita é a cenografia. Com direito a assistir uma pequena mala sendo feita artesanalmente na hora.

http://lariduarte.com/?s=Como+se+vestir+no+frio%3F

Quem estiver por Paris vale a pena conferir. A exposição é gratuita, mas recomendo reservar com antecedência pelo site e assim evitar filas – nesse caso, paga-se 1 euro por pessoa. 

www.grandpalais.fr

16 • julho • 2015 Lari Viagem

Onde comer em Paris? (Parte #03)

LD_ONDE_COMER_EM_PARIS_

Vamos para o último post da série: onde comer em Paris? Eu já dei dicas de onde tomar café da manhã e brunch, eu também já falei dos restaurantes que mais gosto para almoçar e lanchar, e agora chegou a hora de falar dos meus lugares favoritos para jantar e tomar um drink. Confiram a seleção:

LD_ONDE_COMER_EM_PARIS_1

  • Miss Kõ: meu restaurante asiático favorito em Paris. O menu têm várias opções deliciosas tanto de pratos japoneses como chineses, e o ambiente também é super agradável e animado. Para ler meu post exclusivo sobre ele clique aqui.

(www.miss-ko.com)

  • La Belle Époque: está entre os novos hotspots de Paris! Bastante frequentando pelo pessoal da moda, é o lugar para ver e ser visto. Mas, além disso, tem um menu típico francês delicioso e o atendimento é ótimo – coisa rara em lugares que bombam em Paris…rs. Para ler meu post exclusivo sobre ele clique aqui.

(www.labelleepoqueparis.com)

  • Le Vraymonde: é o restaurante do Hotel Buddha Bar. Ele tem um menu contemporâneo com toque asiático, sabe? Minha dica é pedir a mesa na parte ao ar livre, uma delícia.

(www.buddhabarhotelparis.com)

  • Monsieur Bléu: eu coloquei ele na lista dos lugares para almoçar com um bela vista, mas de noite a vista continua espetacular com a torre Eiffel iluminada, ou seja excelente opção para jantar também. Como eu já disse, é um lugar muito frequentado por fashionistas e a cozinha é contemporânea. Para ler meu post exclusivo sobre o Monsieur Bleu clique aqui.

(www.monsieurbleu.com)

  • Bistrot des Dames: esse é o lugar para não ser visto em Paris hahaha, vou explicar. É um restaurante super discreto e pequeno. Você não dá nada por ele na calçada, mas é só passar por dentro da cozinha (sim, acredite!), descer uma escada, e você chega em uma parte super intimista onde tem até um jardim. Achei super romântico! O atendimento é ótimo e te deixam mega a vontade, e eu achei uma delícia ficar por lá tomando vinho, batendo papo, mesmo a comida não sendo nada além desse mundo, sabe? É o tipo de endereço para não espalhar por aí, nem coloquei no Instagram #Aloka hahaha.

(http://eldoradohotel.fr/bistrot-des-dames/)

  • Derrière: em uma porta comum escondido no meio do Marais está um dos meus restaurantes favoritos de Paris. Ou melhor, é quase secreto, pois não tem um letreiro e sua porta de entrada é como se fosse de qualquer outro prédio residencial. Além do nome diferente (derrière é “traseiro” em francês hahaha), a decoração segue toda uma linha divertida também, dando a sensação que estamos entrando no apartamento de alguém com mesa de ping-pong e totó. Achei super legal, para quem quer fugir de turistas e lugares batidos é o endereço certo.

(www.derriere-resto.com)

  • Chez Diep: restaurante especializado em comida tailandesa e chinesa, super tradicional, e localizado no coração do bairro 8éme. Ele me lembra muito o Mr. Lam aqui no Rio. Minha dica é conversar com o garçom e ir nas suas sugestões, sempre deliciosas.

(www.diep.fr)

  • Le Refuge des Fondus: como vocês sabem, eu não resisto a um fonduezinho… E em Paris também tenho meu restô favorito na especialidade. Mas, esqueça o clima romântico! O Le Refuge des Fondus é o local ideal para ir com amigos. No maior clima descontraído, o local só tem 2 mesas longas, o jeito para se sentar no banco é pulando a mesa com a ajuda do garçom. No menu uma única opção: de entrada frios + fondue de queijo. E para acompanhar, vinhos literalmente em mamadeiras. Sem dúvidas é uma experiência diferente e divertida! Para ler meu post exclusivo sobre lá só clicar aqui.

(17 Rue des Trois Frères, 75018 – Paris)

  • L’Avenue: apesar de preferir ir nele para almoçar e principalmente em fashion week hehehe, o L’Avenue também é uma ótima opção para jantar. Como disse no último post, local para ver e ser visto e com  comida maravilhosa hummm.

(www.avenue-restaurant.com)

  • La Societé: como é do mesmo grupo do L’Avenue, o menu é muito parecido e têm vários pratos em comum, mas tudo é delicioso. Têm um clima aconchegante com luzes baixas, é sempre uma boa opção para quem está em Saint Germain.

(www.restaurantlasociete.com)

LD_ONDE_COMER_EM_PARIS_2

Agora eu criei uma sub categoria de local para jantar, eu selecionei meus “restaurantes animados” favoritos. Isto é, lugares que são tipo um lounge, tem música alta e muita animação além do jantar. Vejam só:

  • Matignon: restaurante delicioso que aos poucos o DJ vai aumentando a música e de repente têm várias pessoas em cima das cadeiras dançando. E se a animação continuar, é só descer que no andar de baixo tem uma boate.

(www.matignon-paris.com)

  • Yeeels: um dos hotspots do momento! Como no Matignon, a música é bem alta, mas lá também tem um bar central onde muitas pessoas ficam batendo papo e dançando. Ambiente aconchegante, pessoas bonitas, bom atendimento, tudo isso compensa a comida ok rs.

(www.yeeels.com)

  • Costes: o restaurante do badalado Hotel Costes há anos é hotspot em Paris. Com sua decoração sexy com tons de vermelho, é o local ideal para tomar um drink e/ou jantar. Em semana de moda bomba muuuito, todo mundo acaba parando lá em algum momento. Para mim um clássico da cidade que todos devem conhecer.

(www.hotelcostes.com)

LD_ONDE_COMER_EM_PARIS_3

Um dos meus programas favoritos é colocar o papo em dia com amigas tomando um bom drink. Assim, não poderia deixar de citar para vocês meus lugares favoritos para um happy-hour ou apéro como dizem os franceses hehehe. Vejam só:

  • Café Etienne Marcel: é o meu batlocal de drinks em Paris #ZéDaCanaFeelings hahaha. Assim que chego na cidade, eu sempre marco um happy-hour lá com minha amiga Ellen para colocar as fofocas em dia <3. Têm muitos drinks deliciosos com o preço justíssimo, e fica na região de Etienne Marcel que bomba (uma área alternativa vizinha ao Marais).

(www.cafe-etiennemarcel.com)

  • Le Germain: um restaurante com decoração super moderninha que como o nome sugere fica em Saint Germain. Ótima opção para drinks e belisquetes.

(www.germainparis.com)

  • Pershing Hall: o restaurante do Hotel Pershing Hall é famoso por seu menu de drinks. Já foi O hotspot da cidade, mas agora já está mais calmo. Mesmo assim continua tendo um ambiente super aconchegante e sendo uma boa opção.

(www.pershinghall.com)

  • La Perle: um dos cafés mais famosos e bombados de Paris no coração do Marais. Foi nele que o designer John Galliano fez aquele show que desencadeou em sua demissão da Dior, lembram desse bafão? Hahaha. Fofocas a parte, nada melhor do que ficar batendo papo e tomando um drink em suas mesas externas. Ah! Vale comentar que faz mais o estilo cool e alternativo.

(www.cafelaperle.com)

Bom pessoal, essas foram as minhas dicas de onde comer em Paris. Eu espero que essa série de posts ajude muito quem está de viagem marcada para Paris e, claro, espero que tenham gostado. Em breve vou começar uma nova série comilona aqui no blog, fiquem de olho 😉