Acessórios

Uma mania chamada colete esportivo

LD_COLETE_5

Como vocês já sabem, meu namorado está morando em São Paulo. E uma coisa que chamou nossa atenção nessa época de inverno em sampa é como paulista adora usar colete impermeável com pegada esportiva.

LD_COLETE_1

Antes, como boa carioca que adora tirar sarro de paulista hahaha #confesso, eu achava a coisa mais cafona do mundo e não entendia a sua função. Até eu ter que fazer mala para o Fasano Boa Vista (que contei nesse post aqui) e mudar completamente de ideia.

Quando estava separando os looks para mala, eu percebi que não tinha roupa para correr no frio – aqui no Rio se eu pudesse correria pelada de tão quente hahaha. Bom, minha mãe deu a ideia de eu levar o colete dela impermeável da Uniqlo. Ela foi só elogios! A peça cortaria vento, me aqueceria e não ocuparia espaço na mala…. Tudo a mais pura verdade.

Além de todos esses benefícios, eu vi tantas mulheres usando seus coletes no Fasano de maneira tão inspiradora, tanto em looks esportivos até casuais, que comecei a achar item indispensável na mala de inverno.

LD_COLETE_2

Acho que como qualquer outra terceira peça em um look, o colete impermeável dá uma charme a mais na produção. Pode ser usado em sobreposições com outros casacos, com diversos acessórios, desde produções neutras/básicas até produções arrumadinhas como um toque moderno. É uma peça muito versátil, só deixar a imaginação rolar…

LD_COLETE_3

Não posso deixar de citar também como o colete impermeável é unissex. Ele também fica incrível nos looks masculinos, e são usados até mais pelos boys do que pela mulherada.

LD_COLETE_4

Para quem está em busca de um colete para chamar de seu, aqui no Brasil é possível achar nas lojas da Lacote, Nike ou Track & Field. Mas, as gringas Uniqlo e J.Crew também costumam ter modelos bem bonitinhos, viu? Eu aderi hehehe.

PS: e vocês, o que acham desse tipo de colete? Curtem ou acham cafona?

Continue a leitura

A gladiadora está de volta

LD_GLADIADORA_1

Eu tinha pavor de sandálias gladiadoras e dizia que nuuunca ia usar. Mas, como sabemos… nunca diga nunca no mundo da moda, né? Na última coleção spring summer, quando Valentino desfilou suas rasteiras gladiadoras ultra delicadas, pela primeira vez eu achei “até bonitinhas”.

LD_GLADIADORA_2

Quase 1 ano depois as rasteiras gladiadoras estão dominando os looks de verão lá de fora. Afinal, enquanto estamos congelando por aqui, as fashionista gringas estão se virando nas produções para termômetros acima dos 30 graus. E o que aconteceu? De tanto ver looks lindos com gladiadoras eu cismei de querer uma agora.

LD_GLADIADORA_4

A primeira a despertar esse desejo de gladiadora em mim foi a blogueira Helena Bordon. Ela já usou as suas by Valentino em diferentes produções, como looks mais praianos e até fazendo um high/low com vestido mais arrumado.

Mas, para quem não quer gastar $$$ em um Valentino, a brasileiríssima Luiza Barcelos começou a vender alguns modelos. A blogueira Thássia Naves já é adepta das rasteiras da marca mineira e também desfilou looks lindos e inspiradores por aí.

LD_GLADIADORA_3

Apesar de ser um modelo difícil de usar, porque não fica bem em quem têm pernas muito grossas e achata a silhueta (tenho que ser a chata e contar! rs), eu acho que as rasteiras gladiadoras vão bombar muito no verão 2016. O modelo que foi um hit isolado do verão 2014 vai voltar mais firme, mas dessa vez em modelos mais delicados e femininos.

PS: e vocês, o que acham dessa trend? Amam ou odeiam?

Continue a leitura

Estelle, uma sapatilha para chamar de minha

LD_SAPATILHAS_ESTELLE_4

Já comentei aqui no blog sobre o meu drama para comprar sapatilhas. Todas me machucam, apertam, fazem bolhas… Por isso há alguns ano que só uso o modelo da Chanele não é só pela marca, juro por todos meus sapatos haha! Era o único modelo que não me machucava.

Vocês leram certo… eu disse ERA porque isso virou passado. No mês passado eu descobri uma alternativa tão lindinha quanto a Chanel, e muito mais em conta (meu bolso agradece!). Estou falando das sapatilhas Estelle.

LD_SAPATILHAS_ESTELLE_2

Eu descobri a Estelle totalmente por acaso. Eu fui na multimarcas Lutsy (das queridíssimas Renata e Ana Luiza) tentar encontrar um vestido para o casamento que tive em Brasília. Acabou que eu não achei o vestido, mas uma mesa chamou minha atenção. Para uma apaixonada assumida por sapatilhas como não ser hipnotizada por essa imagem abaixo? Hahaha.

Mesa da
Mesa de sapatilhas Estelle na Lutsy 

Na hora perguntei para Renata que marca era essa que lembrava a Repetto ali no meio da loja. E foi aí que ela me contou a história da Estelle.

É uma marca com um único modelo de sapatilhas criada em 2012 por uma francesa, a Estelle Desmarais, que quando se mudou para o Rio não achava nada que lhe agradava. Assim, ela foi para o Sul do Brasil e desenvolveu uma modelagem própria.

Eu não resisti e trouxe uma azul marinho para casa. Apesar de lembrar visualmente a Repetto e todo seu visual do universo de balé clássico, eu posso garantir que elas não machucam como as “similares francesas”, viu? São bem macias e uma delícia para andar mesmo nos dias mais longos. 

LD_SAPATILHAS_ESTELLE_3

A melhor parte é que além de confortáveis e lindinhas, elas custam R$280,00. Um preço na minha opinião justíssimo pelo acabamento e o trabalho artesanal.

A Estelle está a venda na Lutsy como eu disse, e no site da marca.  Para quem está em busca de uma sapatilha, eu aconselho experimentar. E de quebra, você ainda vai usar uma marca que não é “batida” por aí. Afinal, exclusividade is the new black! 

Continue a leitura