09 • junho • 2015 Lari Acessórios­Moda

Mais uma marca para ficar de olho: Moynat

Além da Perrin que contei nesse post aqui, durante a minha última viagem para Paris eu tive a oportunidade de conhecer mais uma marca de bolsas de tirar o fôlego. Estou falando da Moynat.

LD_MOYNAT_1

Quem me apresentou a marca foi uma amiga parisiense. Tínhamos acabado de sair da área de consertos da Hermès, e por acaso passamos em frente a loja na Rue Saint-Honoré. Ela disse que se eu queria a qualidade e a exclusividade da Hermès, com preços mais “acessíveis”, eu tinha que entrar na Moynat.

LD_MOYNAT_2

Para quem não sabe (como eu não sabia…), a Moynat é uma das marcas mais antigas e tradicionais da França. Ela foi criada em 1849 e fazia acessórios em couro sob medida, como malas, baús, bolsas etc. 5 anos depois, com a mesma proposta, foi fundada a Louis Vuitton, sua maior concorrente na época.

No final da década de 70 a marca passou por uma grave crise e fechou as portas. Mas, em 2011, Bernard Arnault (o cabeça por trás do grupo LVMH, conglomerado de diversas marcas de luxo, incluíndo a Louis Vuitton) comprou a marca. Ironia do destino ou não, segundo fofocas do mundo fashion, essa compra significou o desejo de Arnault de ter “um tipo de Hermès” na LVMH.

LD_MOYNAT_3

Mas, história a parte, o que me chamou mesmo atenção na Moynat foram duas bolsas específicas, a Réjane e a Pauline. Elas seguem o mesmo estilo: bolsas discretas, atemporais, e práticas para o dia a dia. Realmente são peças clássicas no closet que podem ser usadas de mil e uma possibilidades.

LD_MOYNAT_4

Os preços da Réjane e Pauline começam na bagatela de 3.500 euros – o que não é barato, claro. Mas, se formos comparar com o preço da bolsa Birkin da Hermès, que tem a mesma qualidade de couro e o preço é o triplo, eu acho que vale a pena sim.

Em tempos de banalização de Chanel e tantas outras marcas que vemos muito por aí, eu acredito que investir em algo que sem dúvidas é “one of a kind” é o verdadeiro luxo na moda.

www.moynat.com

  • Barb 09/06/2015 às 10:55

    Lari, voce vai me desculpar mais comparar Moynat com Hermes nao faz sentido. Hoje em dia muito poucas pessoas compram a Birkin pela qualidade, elas compram pelo status. A Birkin eh uma bolsa dificil de achar na loja. E a cliente Hermes nao se importa muito com o preco, a Hermes pode triplicar o preco da Birkin e ela ainda vai vender que nem agua. Voce que vai a Paris toda hora deve saber da enorme fila dentro da Hermes na faubourg saint honore e 99% das pessoas na fila nao conseguem a Birkin. Parte do glamour da Birkin eh a sua dificuldade de compra-la. Nao sei se voce sabe, mais o Arnault da LVMH tentou comprar acoes da Hermes. E a familia Hermes entrou na justica porque eles nao queiram que a Hermes ficasse popular que nem a Louis Vuitton. Sou MUITO fa da Hermes e dou gracas a Deus que eles sairam das garras do Arnault.

    Responder

    • Lari 09/06/2015 às 14:23

      Barb, antes de mais nada, não se preocupe em expressar sua opinião. Adoro ver outros pontos de vista ; )
      Bom, eu ainda acho que podemos comparar sim, Moynat e Hermès, no quesito qualidade. Eu tenho uma birkin (inclusive estava com ela na hora) e achei que o couro da Réjane não deixou nada a desejar. E também acho na exclusividade, porque hoje em dia em qualquer esquina do Rio/SP você vê alguém de Birkin ou Kelly, me dá um pouco de preguiça isso, sabe? Eu, Lari, ando um pouco cansada de ter algo que todo mundo tem, hoje em dia se eu for investir em algo $$$, eu prefiro em uma boa marca também, mas mais desconhecida, entende? Sobre a fofoca da tentativa de compra, não sabia!!! Hahaha.
      Beijos

      Responder

  • Manu 10/06/2015 às 12:05

    Achei os modelos lindos e confesso que também ando com preguiça desse mundo fashion enlouquecido. Fazer fila numa loja pra comprar uma bolsa? Pode existir algo menos chic? Não tenho mais paciência nem mais fila de restaurante, o que dirá fila pra comprar uma bolsa milionária por status. Uma bolsa de qualidade vale a pena pagar caro, porque se bem cuidada pode durar uma vida, mas “bolsa por status”, taí um conceito que não consigo engolir. rs
    Bjs.

    Responder

    • Lari 10/06/2015 às 14:48

      Manu, eu concordo 100% com você. Escreveu exatamente o que eu penso hahaha. Beijos

      Responder

Deixe um comentário