01 • abril • 2014 Lari Restaurante

Dica delícia: L’Entrecôte de Paris in Rio

Acho que não tem nada mais justo do que eu fazer esse post. Pelo contrário, acho até que demorei rs. Quem me acompanha no Instagram (@blogdalari) e aqui no blog mesmo sabe que um dos meus restaurantes favoritos da vida (sem exageros!) é o Le Relais de L’Entrecôte em Paris – inclusive já falei nesse post aqui. Assim, um dos meus restôs favoritos também é o L’Entrecôte de Paris, que é o genérico tupiniquim dele.

LEntrecôte-de-Paris-Rio-de-Janeiro-tudo-sobre-dicas-avaliação-restaurante-como-onde-Casa-Shopping-Lari-Duarte-1

Toda vez que eu ia pra SP fazia questão de almoçar nele. Apesar de não ser 100% fiel a casa francesa, eu acho o daqui uma delícia também. E para minha felicidade e de todos os viciados (somos muitos!), o L’Entrecôte ganhou uma filial carioca.

O restaurante inaugurou há 2 semanas na nova expansão do Casa Shopping na Barra. E a fórmula de sucesso do paulistano promete dar muito certo também por aqui, pois tudo está igualzinho. Desde a decoração, passando pela comida, até ao atendimento.

LEntrecôte-de-Paris-Rio-de-Janeiro-tudo-sobre-dicas-avaliação-restaurante-como-onde-Casa-Shopping-Lari-Duarte-3

Eu fui na noite de inauguração e na semana passada, e como de costume adorei! Para quem não sabe, o esquema do L’Entrecôte é o seguinte: só existe um prato na casa, bife com batata-frita (L’entrecôte avec des frites em francês). O plus a mais e diferencial fica para o molho especial em cima da carne – e que sua receita é guardada a sete chaves. Assim, quando você chega a garçonete só pergunta qual ponto você deseja a carne. E antes do prato principal é servido uma saladinha.

LEntrecôte-de-Paris-Rio-de-Janeiro-tudo-sobre-dicas-avaliação-restaurante-como-onde-Casa-Shopping-Lari-Duarte-2

Como é uma comida mais pesada, eu prefiro ir para almoçar, mas quem não tem essa “frescura” pode ir para jantar também. Tem uma boa carta de vinho a casa.

Quem estiver de passagem pelo Rio ou cariocas mesmo, acho que a “viagem” até à Barra é super válida. L’Entrecôte de Paris RJ testado e aprovado 😉

www.lentrecotedeparis.com.br

14 • janeiro • 2014 Lari Restaurante

Rota gastronômica na Barra

Barra-da-Tijuca-onde-comer--roteiro-gastronômico-dicas-restaurantes-Lari-Duarte-3

Muitas pessoas não sabem, mas eu moro na Barra da Tijuca aqui no Rio. Eu nasci na Barra e nunca morei em outro bairro. Ou seja, se existe alguém 100% barrense essa pessoa sou eu, prazer.

Confesso que sempre vivi uma relação de amor e ódio com meu bairro. Quando era mais nova tinha  pa-vor  de dizer que morava aqui porque não queria ser tachada de “cafona”.

Barra-da-Tijuca-onde-comer--roteiro-gastronômico-dicas-restaurantes-Lari-Duarte-2

Grande besteira! Como em qualquer situação na vida não podemos generalizar. Existem pessoas cafonas/mal-educadas tanto na Barra como no Leblon, ou qualquer lugar do mundo. Sou barrense, mas não curto pagode, não frequento o Barra Music, muito menos meus acessórios são brancos. Ou seja, esses esteriótipos e (pré)conceito estão com nada.

Mas, o objetivo desse post – além de um manifesto a alma barrense haha – é apresentar as opções gastronômicas do bairro. Depois de anos frequentando apenas a Zona Sul, finalmente a Barra ganhou bons restaurantes (incluindo alguns ilustres paulistas). Hoje em dia é possível sair para jantar em um lugar super bacana por aqui mesmo. Vamos a eles:

Restaurantes-na-Barra-da-Tijuca-dicas-onde-comer-Rio-Lari-Duarte-Paris-6-6

Paris 6: o francês/paulistano já caiu no gosto dos cariocas. Com funcionamento 24h, até altas horas da madruga têm filas. Com nomes de pratos inspirados em artistas, como o “Grand Gateau Chocolat à Paloma Bernardi” e “camarão à Bruno Gagliasso”, o restô inspirado no bairro de Saint Germain é sucesso absoluto – e  virou um dos favoritos da blogueira aqui.

Restaurantes-na-Barra-da-Tijuca-dicas-onde-comer-Rio-Lari-Duarte-Duo-5

– Duo: o que não falta na Barra são bons restaurantes italianos. O duo é uma dessas ótimas opções, inspirado na cozinha clássica da Itália. Ponto forte? Possui uma parte do menu gluten-free, para quem é celíaco ou está fazendo dieta uma excelente opção.

Restaurantes-na-Barra-da-Tijuca-dicas-onde-comer-Rio-Lari-Duarte-Gero-3

– Gero: um dos mais tradicionais italianos da cidade ganhou uma filial no bairro em 2012. O que já era esperado aconteceu, sucesso absoluto! A casa vive movimentada, incluindo horário de almoço. Vale destacar o steak tartar, the best.

Restaurantes-na-Barra-da-Tijuca-dicas-onde-comer-Rio-Lari-Duarte-41

– Balada Mix: um dos lugares mais clássicos da Barra! O que hoje em dia é uma rede com mais de 20 franquias pelo Rio, começou como uma pequena casa de sucos no Jardim Oceânico. Mas, mesmo com a expansão, sua essência continua a mesma. Um restaurante despojado, perfeito para depois da academia ou da praia, com ótimas opções de pratos leves e saudáveis.

Restaurantes-na-Barra-da-Tijuca-dicas-onde-comer-Rio-Lari-Duarte-45

– Le Blé Noir: pensou no melhor crepe, pensou no Le Blé Noir. A tradicional casa de Copacabana ganhou uma filial barrense a pouco tempo e também foi muito bem aceita. Menu com opções diferentes e variadas, bom preço e clima aconchegante com luzes baixas, ideal para sair em casal.

*Não tem site | Av. Lucio Costa n° 1976

Restaurantes-na-Barra-da-Tijuca-dicas-onde-comer-Rio-Lari-Duarte-47

– Fratelli: como já contei nesse post aqui, para mim é o melhor italiano do Rio e il vero. Difícil passar uma semana sem eu pedir em casa algum prato do Fratelli. Mas, também é uma delícia jantar no próprio restô. Atendentes simpáticos e ambiente agradável. Ideal para um jantar com amigos, romântico, ou até almoço de família.

Restaurantes-na-Barra-da-Tijuca-dicas-onde-comer-Rio-Lari-Duarte-58

– Naga: um dos melhores japoneses de SP escolheu o shopping Village Mall para abrir sua filial carioca. Seu sucesso não se deve apenas ao “nome forte”, mas sim pela qualidade de seu menu. Diferente, original, e, o principal, delicioso. Para mim dá um banho no Sushi Leblon.

Restaurantes-na-Barra-da-Tijuca-dicas-onde-comer-Rio-Lari-Duarte-60

– Pobre Juan: mais um paulistano que desembarcou no shopping Village Mall. Para quem não resisti a uma carne, uma das melhores opções da cidade. Inclusive já fiz um post exclusivo sobre ele, para reler clique aqui.

3

– CT Brasserie: do grupo do chef Claude Troisgros, o CT Brasserie é inspirado nas tradicionais brasseries parisienses e oferece pratos para todas as horas do dia. A segunda filial do restô também está localizada no shopping Village Mall.

Restaurantes-na-Barra-da-Tijuca-dicas-onde-comer-Rio-Lari-Duarte-74

– Cavist: para os amantes de um bom vinho não existe endereço melhor. Por ser uma enoteca você paga o preço de custo de venda da garrafa, fazendo com que saia muito mais barato que qualquer restaurante. Sem contar na possibilidade de experimentar diferentes rótulos! E por ser restaurante também, tem um menu delicioso para acompanhar. A mais recente filial foi inaugurada no shopping Village Mall.

Restaurantes-na-Barra-da-Tijuca-dicas-onde-comer-Rio-Lari-Duarte-81

– Le Vin Bistrô: mais um francês/paulistano que deu muito certo no Rio. Inspirado nos tradicionais bistrôs parisienses, têm os clássicos pratos como “steak tartar” e “L’entrecôte avec des frites”. Ótima opção para almoço. Logo no início do blog fiz um post sobre ele, para reler clique aqui. Por sinal, continuo adorando.

Barra-da-Tijuca-onde-comer--roteiro-gastronômico-dicas-restaurantes-Lari-Duarte-1

Ufa! Que post longo rs. Vocês viram que opções não faltam, né? A Barra têm ótimos restaurantes para os mais variados gostos. Assim, quem sabe você leitora da Zona Sul, ou mesmo de outra cidade, não se anima a dar uma saidinha pelo meu bairro 😉

21 • outubro • 2013 Lari Restaurante

Dica delícia: Le Pré Catelan

Eu sei que segunda é dia oficial de começar a dieta, mas estava ansiosa para fazer esse post e não aguentei esperar até sexta – dia oficial de planejar as jacadas do fim de semana.

Hoje a dica delícia é de um restaurante que eu conheci na semana passada e que já virou um dos meus favoritos no Rio. Estou falando do francês mais carioca de todos, o Le Pré Catelan, localizado no Hotel Sofitel.

Dica-delícia-Le-Pré-Catelan-restaurante-francês-Rio-chef-Roland-Villard-Lari-Duarte-1

Eu sempre quis conhecer o Le Pré. Primeiro porque a culinária francesa é uma das minhas favoritas. Segundo porque o chef Roland Villard é famoso por misturar ingredientes brasileiríssimos em todos os pratos. E terceiro porque meu irmão foi há pouco tempo e ficou falando que era um dos melhores restôs da cidade.

Por coincidência, na semana passada eu fui convidada para experimentar o Menu Mardi Catelan. Um menu completo (couvert, entrada, prato principal e sobremesa) que fica disponível apenas uma vez por semana (todas as terças), e não é fixo. Isto é, a cada terça o chef cria novos pratos.

Eu com o chef Roland Villard, virei fã!

Eu com o chef Roland Villard, virei fã!

Mas, o que me chamou atenção mesmo é que o Mardi Catelan sai por R$125,00 por pessoa. É uma ótima oportunidade de quem quer conhecer a alta gastronomia, mas não quer/pode gastar $$$$. Ou, para quem deixava o Le Pré Catelan apenas para ocasiões especiais (no caso do meu irmão, era aniversário de namoro), ir com mais frequência.

Le-Pré-Catelan-francês-restaurante-Sofitel-Rio-dica-onde-comer-Roland-Villard-chef-Lari-Duarte-2

Bom, não pensei 2x e aceitei o convite na hora. Logo de cara adorei a receptividade de todos os funcionários. Da moça que recebe na porta até o próprio chef Roland, todos foram muito simpáticos e atenciosos.

É total (pré)conceito meu, mas sempre acho que nesses restaurantes não ficaremos tão a vontade. Puro engano, como no Cipriani (que contei nesse post aqui), me senti muito confortável, e todas as outras mesas estavam cheias – ou seja, reserva é fundamental.

PicMonkey Collage

Agora vamos falar da minha parte favorita, o menu. Acabou que quando chegamos o Roland (o chefe) nos indicou pedirmos o Menu Pré Gourmand, que é igualzinho ao Mardi Catelan, mas com algumas diferenças. Tem uma segunda entrada, fica disponível a semana toda (não apenas as terças), e custa R$195,00.

O menu foi assim: de entradas crocante de cavaquinha com sagu marinado na caipirinha, e filé de robalo sobre um purê de salsa. emulção de tucupi, farofa de castanha de cajú com alcaparras. Seguido pelo prato principal tournedos de filé com molho de vinho tinto e açaí, batata maxim’s e cenouras confitadas com especiarias. E de sobremesa mil folhas de chocolate com mousse de banana e sorvete de avelã.

Le-Pré-Catelan-francês-restaurante-Sofitel-Rio-dica-onde-comer-Roland-Villard-chef-Lari-Duarte-8

Posso ser sincera? Não consigo dizer qual gostei mais. Achei tudo delicioso em suas propostas. Eu pretendia até dispensar a sobremesa, mas quando dei uma “provadinha” virou ela toda hahaha. E para completar, não resisti ao carrinho de sobremesas também, e comi um crème brulée dos deuses! Por mais cafona que seja essa expressão, ela cai perfeitamente nesse caso.

Le-Pré-Catelan-francês-restaurante-Sofitel-Rio-dica-onde-comer-Roland-Villard-chef-Lari-Duarte-7

Resumo esse post gigante (juro que tentei não ser prolixa! haha) dizendo que o Le Pré Catelan está mais do que aprovado. Quem é fã de uma boa gastronomia, ou simplesmente é “bom de garfo”, vale a pena conhecer o lugar.

www.leprecatelan.com.br